sexta-feira, março 31, 2006

Outra vez a reunite

Vem aí a reunite da Páscoa, em grandes doses condensadas.
Postagens serão em muito menor quantidade.
Desde já as minhas desculpas.
O poder das notas prevalece sobre todos os outros.
Adios...

quarta-feira, março 29, 2006

eu sou turmentus e tu...?

Hoje quero falar sobre os nomes artísticos que observo na net.
Alguns dos pseudo-intelectuais da nossa praça, atacam ferozmente a net. Dizem que aqui se escreve mal, que utilizamos códigos em vez de letras. Digamos que com essa parte até concordo. No que respeita à escrita de mensagens vejo tanto na net como no visor do telemóvel, mensagens dignas do maior decifrador da Nasa. Bem sei que sinto alguma dificuldade em acompanhar os tempos modernos, mas a verdade é que por vezes tenho de ler as mensagens umas três vezes, e não me vejo como um calhau com olhos...
Mas voltando ao tema principal...na net escreve-se, publica-se e ainda por cima cria-se...
Portanto não pode ser assim tão mau.
Mas para além dessas criações, umas melhores que outras é verdade, ainda temos os pseudónimos...lindos, coisas como pipinha, ratinha, coisinha, merdinha, etc...de grande inspiração intelectual, onde a imaginação teve de certeza bem presente. O que faz com que os navegantes por estes quadrantes(Intergalactic) tenham vontade de visitar blogs e afins...
Depois temos outros muito menos inspirados, onde a inspiração de certeza que passou ao lado, tais como: restaurador, macaco, turmentus, intergalacticrobot, ouriço...entre outros.
Com tanta boa criação Deus deve estar a pensar em criar também um blog, ou não fosse a panca da moda.
Começo a pensar como tu Galactic, vamos ver quantos duram seis meses em completa actividade?????

terça-feira, março 28, 2006

CALMA

Fico perplexo com as coisas que vejo nestas nossas estradas.
No outro dia uma senhora tentou descer ribeira de Ilhas montada numa carrinha de segunda geração, até aí nada de anormal, não fosse a simpática (penso) senhora utilizar o matagal para fazer uma espécie de todo o terreno do mais puro e radical.
Mas há mais. Um destes dias circulava por entre os carros no IC 19 o cancro automobilístico da linha de Sintra, quando atrás de mim apitava um indivíduo com muita pressa. Resultado, a uns metros à frente espalha-se contra as barras de separação ali ao pé de Tercena.
A regressar do Santuário reparo em dois carros completamente virados ao contrário junto a faixa de rodagem, a deitar um fumo branco em sinal de protesto em relação aos seus donos, ali para os lados da Terrugem.
Ontem assisto a duas ultrapassagens que acabam bem em frente dos muros com os carritos a deitarem novamente fumo branco e a encharcarem a estrada de óleos e outros líquidos provenientes de radiadores e etc.
Esta manhã por pouco não bato de frente numa besta que cheia de pressa que ía, faz uma puta de uma ultrapassagem que me deixa assim em dez segundos a pensar e a fazer uma retrospectiva à minha vida, tal e qual cena de cinema de hoolywood.
Tenham calma tugas, tenham calma...

segunda-feira, março 27, 2006

Eu e o Surf

No outro dia e com alguma razão um compincha meu alertou-me para o seguinte: como é que não fazes no teu blog postagens relacionadas com o surf e afins...
Com alguma razão, diga-se de passagem...ainda mais vivendo onde vivo é mais que natural que o surf faça parte da minha vida...e faz...
No decorrer desta reclamação fica aqui a promessa eleitoral: farei publicações nesta semana sobre surf e afins...

Para já aqui vão umas imagens do Turmentus a quebrar ondas:

viva o CID... irra que é saloio

Nas minhas navegações pelo mundo Blog. Descobri este http://cidmania.blogspot.com/ completamente dedicado a um dos maiores artistas da musica ligeira portuguesa, penso que Boba Fet irá gostar não acham ????

Eu estou um mãos largas

Agradecendo desde já ao meu amigo intergalactic a dica para ver Marte, tenho que dizer que sempre que queiram ver outros planetas, eu empresto de bom grado o meu Tie.
Para além de verem os planetas ainda podem tocá-los.

Seremos todos uns Anormais Sociais

Meus caros, espero que o fim de semana tenha sido do Vosso agrado. Que tenham conseguido atingir todas as Vossas aspirações.
O meu foi passado entre formações e lazer.
Sábado dedicado aos estudos, Domingo – manhã - andei em limpezas – tarde – a mimar a senadora e a caminho do Santuário.
Quero vos falar de três nomenclaturas que não ouvia desde que fiz a minha formação base, ou seja, Normais Sociais, Anormais Sociais e Psicopatologicos.
Naturalmente que estas nomenclaturas estão relacionadas com os comportamentos dos indivíduos na sociedade actual e têm uma leitura muito dentro das ciências humanas, principalmente ligadas à Psicologia.
Normal social - Será um tipo de comportamento padrão que está dentro da normalidade, que é aceite pelo nosso semelhante.
Anormal social - Será um tipo de comportamento que foge à normalidade.
Psicopatologico - Comportamentos desajustados da norma, obessivos, desviantes.
Estas definições são as que entendo, possivelmente estão desviadas dos manuais, mas são as que penso.
Ora bem quem me conhece sabe que não tenho a psicologia em boa conta, não que não ache uma ciência interessante, mas penso que o resultado dessa ciência é mal trabalhado pelos seus profissionais, ou melhor, por parte de alguns psicólogos(as).
Seremos todos uns normais sociais, uns anormais sociais ou na pior das hipóteses uns Psicopatologicos incorrigíveis ????
Por mim acho que andamos todos muito perto do futuro...
Reparem, esta coisa dos blogs está na moda, qualquer ser que se preze e que tenha dois palmos de testa tem um blog, uns são muito maus, mas outros são melhores que alguns livros que andam aí na praça.
Em conversa com a Docente Doutora Psicóloga Mestre de uma das cadeiras da minha formação, falei nos blogs, disse-me prontamente que tinha um comportamento doentio, perto do psicopatologico, que essa coisa de escrever para um sítio na Internet tinha algo de diabólico e de obsessivo. Achei um tremendo disparate, tentei fazer-lhe ver o lado positivo disto dos blogs, mas não consegui. A senhora doutora mestre não achava mal aos blogs, achava sim um comportamento desviante da normalidade…
O que é que é normal ?????
Por mim continuarei a blogar, desde que tenha pelo menos um leitor. E quando deixar de ter um leitor, continuarei a escrever no blog, porque pura e simplesmente gosto…

sexta-feira, março 24, 2006

A todas as pessoas boas...

...um bom fim de semana.

Gnr revisitados também por TURMENTUS

Os GNR, banda que admiro, foram ontem revisitados.
Começo a achar alguma graça ao novo hip hop.
Para o fim de semana deixo, uma das melhores ideias do seu autor:
"Ser mãe inspiração natural de todo o homem moderno, ser o melhor é normal para os novos pobres deste colégio interno...ter medo é pulsão fundamental, do criador e artista, estar sóbrio é continuar...permanecer positivista"

"Receito-lhe o mar e o campo...enfim...pare de beber"

quinta-feira, março 23, 2006

Onde estão as pessoas Boas ?

...

Hoje assim, amanhã ???????

SPORTING
Sempre.
Os resultados são o que menos interessa, afinal estivemos pelo segundo ano consecutivo quase lá.

As seringas


As crianças têm um terror destes objectos.
Porquê ?????
Possivelmente em Portugal já se fizeram teses de mestrado, ou doutoramentos com esta ideia por base.
A observar a quantidade de inúteis que vagueiam por essas universidades (qualquer dia será a minha vez), não me admira nada que o assunto do medo das crianças por seringas tenha movimentado algumas células dos cérebros deste país.
Que se tenham criado milhares de parágrafos a concluir que o medo das crianças tem origem, etc, etc, etc...possivelmente alguma das instituições nobres e universitárias deste país já enviaram algum carola para os estados unidos (o escrever estados unidos com letra minúscula não foi feito em vão) ou para Santo Acombadão, para gastarem o meu e o teu dinheirinho.
Meus amigos as crianças têm terror a seringas, porque aquela merda doi.
Foste um herói príncipe. Duas picas duas lágrimas, bem gordas mas as seringas eram grandes, parabéns...

Ai os Centros de Saúde

Centros de Saúde «podem não ter funcionários suficientes»

In TSF

Hoje ouvi esta notícia na Tsf, ou melhor ouvi esta ideia, pois após isso o carro apanhou alguma estática e a audição do resto da notícia não foi possível. Mas acho que tinha a ver com a marcação de consultas através da net e coisa que o valha.
Ora bem o que me trás a este assunto é: Senhores da autoridade deste país, existe mesmo falta de pessoal nos Centros de Saúde. Existe falta de médicos, enfermeiros, auxiliares, pessoal especializado nas secretarias, etc...
Só assim se compreende as intermináveis horas que passamos quando vamos a uma consulta.
Infelizmente eu sei o que é isso.
Ainda ontem fui com os meus príncipes às consultas de rotina (+Vacinas) e digo-vos que até acho que a Senhora Enfermeira que pesou os meus meninos, o médico que observou os meninos estavam a tentar o seu melhor.
Como já ando nisto à mais de 5 anos, pedi a uma amiga para fazer chegar os documentos dos meus piralhos à secretaria antes de lá chegar, calculei as distâncias e apareci mais ou menos 40 minutos após a entrega da documentação. Resultado: esperei apenas dez minutos pela minha vez.
O Porquê desta manobra ???? Amigos ir a um Centro de Saúde com duas crianças, uma com 5 outra com 1 ano de idade é dose dupla para qualquer pai.
Mas foi muito giro, o meu príncipe mais novo antes de entrar faz uma bela cagada, daquelas que cheira mal a trezentos quilómetros de distância, foi giro ver o médico com aquele ar de desesperado, mas como me viu com uma naturalidade normal de pai de duas crianças não quiz dar parte fraca, mas até a observar a criança parecia que tinha medo que ela lhe desse uma mijada para cima.
Informo: o Centro de Saúde da Ericeira, edifício novo, não está apetrechado com os materiais necessários. Não tem recursos humanos suficientes.

quarta-feira, março 22, 2006

Vírus entre nós

Obrigado, obrigadinho...
Quero agradecer as milhares de empresas que fornecem créditos aos comuns dos mortais...
Casos da Cetelem, Conta Viva, Mediátis, etc...
Todos eles oferecem na televisão, rádio, jornais, e agora (à já algum tempo) na net.
De 500 a 4000 euros é só telefonar e já está.
Os tugas agradecem pois andam insatisfeitos com o seu poder de compra. Não conseguem ter nada. Pois a casa e suas despesas leva uma vida de trabalho. Resta algum para um cineminha e pouco mais.
Depois aparecem estas fantásticas empresas que promovem os projectos pessoais e nós seres humanos lá vamos entrando nas malhas do crédito fácil e compramos, compramos, compramos...e ainda compramos mais.
As empresas não têm culpa, as lojas também não, as pessoas haveriam de ter auto controle, mas não têm.
E não são só os outros, nós mesmos, sim nós também o fazemos. Lá chega o dia e telefonamos, ou entramos em contacto via net, e aí meus caros. O casamento faz-se.
O divórcio passa a ser uma miragem.
A solução não sei qual é, mas passa pelo que a minha senadora diz: não telefones, não ligues, não nada...é melhor, não não se compra.
Solução inteligente.
O crédito fácil é o vírus da pior estirpe possível.

...

Estou sem ideias.
Já dei a volta do costume nos blogs dos amigos e não só.
Li notícias na net e não me salta para as letras nenhuma ideia que mereça um artigo.
Devo estar como o dia, nublado e feio.O meu cérebro deve estar a ser fomentado pela inércia mental, próxima doença, qualquer dia aparece tipo estirpe nociva.

terça-feira, março 21, 2006

Obrigado Educadoras

Hoje quero dedicar umas letrinhas a todas as Educadoras deste país.
Quando falo em Educadoras, refiro-me às Educadoras de Infância. São uma classe de trabalhadores que têm uma filosofia muito positiva.
Naturalmente ganham muita simpatia das crianças e dos seus pais.
Passam milhares de horas da sua vida a dedicarem milhares de minutos a crianças filhas de outros, umas carentes de mimos, outras nem por isso.
Mas para além de terem uma obrigação de horário e de conteúdos a desenvolverem nas crianças ainda dedicam mimo e carinho.
Por estas alturas festivas (caso do dia do Pai), as crianças bombardeiam os seus papás com milhares de trabalhos em prol do amor entre pai e filho.
Eu recebi dos meus príncipes trabalhos fantásticos, não pelo lado prático dos mesmos, mas pela alegria que senti nos meus rebentos a entregarem-me tais trabalhitos.
Muito do trabalho está na relação que se estabelece com as crianças, mas penso que o profissionalismo das educadoras está acima de qualquer suspeita. Não só pensam e tentam desenvolver aspectos ligados com motricidade, ou mesmo com aspectos cognitivos como fomentam laços familiares, o que nos dias de hoje é importantíssimo, dado que vivemos numa era onde os laços entre as pessoas têm uma tendência a perder a sua importância.
Obrigado Educadoras deste País...

sexta-feira, março 17, 2006

Molengas

Bem pelo carácter social que este blog está a ter. Pela importância que as afirmações deste espaço online tem para milhares e milhares de insectos rastejantes e outros voadores, hoje vou escrever sobre moleza.

Comecemos pela definição científica.

Moleza: Estado do que é mole. Falta de firmeza, de actividade. Languidez voluptuosa.

Após este belo e objectivo esclarecimento, falar de moleza torna-se extremamente difícil. Fugir de interpretações voluptuosas, onde a luxúria é palavra dominante torna-se algo de difícil alcance, mas como Turmentus que sou, tentarei.

Moleza é algo que está nos genes dos Tugas. Todos nós temos trabalhos, actividades, empregos, etc... e todos sem excepção quando chegamos ao local de trabalho, actividade, emprego, temos imensa pressa em chegar à hora de alcançar a porta de saída.

Alguns de nós vivem tão desesperados pelo fim de semana, que não falam noutra coisa. E finalmente quando o belo e fantástico fim de semana chega, atiram-se para o sofá, tais lesmas em período de acasalamento (já viram duas lesmas a acasalar ???? entediante...).

Outros passam a semana a moer a mona aos colegas com problemas de costas, próstata, divórcios, casamentos, compras, carros, etc...

Bem sei que após a actividade começar temos dias brilhantes em que trabalhamos com tal empenho, que o tempo voa e entramos em outro desespero, ou seja, não temos tempo para concluir aquilo que começamos, uma autentica panóplia de incertezas e desconjunturas, que se reflecte no dia seguinte, pois após um dia brilhante o outro dia apresenta-se com uma total moleza de espírito.

A moleza meus caros está em nós como o sal está para o mar.
Nós somos moles e ponto final.

Se não vejamos algumas das nossas instituições de carácter primário. A educação e a saúde.

Na educação são todos uns calões...

Na saúde, uns chupistas que só pensam em dinheiro...

Naturalmente que nestas realidades existem três ou quatro pessoas que não são tão moles quanto os outros, mas que são molengas são.

Reparem porquê ensinar a matéria de um primeiro ano do ensino básico num só ano ???

Porquê não se lecciona logo os 9 anos de escolaridade obrigatória num só ano ???

Molengas.

Porque é que no centro de saúde levam quatro horas para diagnosticar uma apendicite ?

Não seria mais fácil administrarem logo os medicamentos todos que existem noutro núcleo de molengas, as farmácias. Assim o paciente não sofreria de mais doença nenhuma.

Molengas.
Tenho estado a pensar nisto tudo e cheguei à conclusão que só não são molengas os GNR (s) e os políticos, pois estão sempre em actividade, sempre em actividade.

Moleza...

Quero vos falar de moleza, meus caros, moleza.
Eu estou com moleza, não me apetece fazer nada...

quinta-feira, março 16, 2006

Riam meus leitores...riam...


Nada tenho contra dentistas...

Na onda do filme de cowboys...da moda.

Na vida os diferentes pontos de vista, as diferentes necessidades tornam o ser humano diferente...

Hoje acordei...

Hoje acordei com uma enorme sensação de distribuir sorrisos.
Depois dos últimos acontecimentos que tenho vivido, que não vou relatar nesta postagem para não me tornar maçador, apetece-me espalhar sorrisos e momentos de simpatia pelas pessoas.
Acordei com a real sensação, e não estou a ser irónico, de dizer que vivo na melhor terra do mundo. Onde as praias que não são grandes, mas bonitas, onde a água é gelada, o que só tem vantagens, pois não é invadida pelos veraneantes sedentos de feijoadas e de concentrações familiares ruidosas e nauseabundas. Onde ainda conseguimos, deitados em nossas camas, ouvir o magnífico barulho do mar revoltado com a encosta. Onde as neblinas nos provocam sentimentos ancestrais. Por vezes imagino-me tal D. Sebastião a atravessar o nevoeiro intenso para chegar ao meu destino e ser beijado pela minha fantástica senadora e pelos meus fantásticos e cada vez maiores príncipes.
Viver na Ericeira é confrontar a monotonia todos os dias.
Por vezes oiço pessoas a dizer que adoravam viver em terras pacatas, longe dos centros urbanos, onde tudo acontece, e depois de conseguirem mudar-se para tais sítios, morrem de tédio, estão constantemente a dizer que não se passa nada, que a vida parece parada.
Eu, sinto precisamente o contrário e acho que só os corajosos são felizes em terras (que agora) pacatas, pois todos os dias ou praticamente todos os dias olham para a beleza natural desse tipo de terras e bebem a sua essência tal e qual se bebe uma cerveja numa esplanada em pleno verão, com quarenta graus.
Este texto foi inspirado no blog (que recomendo) http://intergalacticrobot.blogspot.com, pela simplicidade das suas palavras.

quarta-feira, março 15, 2006

Não se deve generalizar...

Hoje conversei com um GNR.
O motivo: participação de um assalto.
O resultado: uma carga de nervos.

No dia 15 de Março, Turmentus apresentou-se no posto de comando da GNR da Ericeira. O motivo pelo qual visitou tal infra-estrutura, foi o facto de o seu carro ter ido roubado, na madrugada de 14 para 15.

Turmentus pensa ter ou ser possuidor de um discurso simples e objectivo.
Tal diálogo com o espectacular soldado de serviço, provou-lhe precisamente o contrário.

Turmentus: Bom dia, quero apresentar uma queixa.
O Soldado: Bom dia, faça favor.
Turmentus: Esta noite o meu automóvel foi assaltado.
O Soldado: A que horas ?
Turmentus: Amigo se soubesse as horas que os assaltantes iriam assaltar estaria lá para evitar o assalto, não acha ?
O Soldado: Claro, claro, mas a que horas foi o assalto ?
Turmentus: Olhe estacionei o carro por volta das 21:40 horas e dei pelo assalto hoje de manhã às 7:40 horas.
O Soldado: Com certeza. Assalto às (enquanto teclava no Pc)...olhe tem de me dizer uma hora.
Turmentus: Não acredito nisto. Não sei a que horas me assaltaram a merda do carro.
O Soldado: Não precisa ser incorrecto, colocarei que foi entre as 22:00 horas e as 7:00 horas.
Turmentus: Desculpe, faça isso.
O Soldado: Sabe quem assaltou a viatura.
Em completo estado caótico de nervos responde.
Turmentus: Não sei se soubesse já lhe tinha ido às fusas.
O Soldado: O Senhor está muito nervoso.
Após este episódio Turmentus encheu os pulmões de ar e fez a relação de todos os pertences furtados. Naturalmente que o diálogo teve altos e baixos, o GNR era uma besta de eficiência.
O Soldado: Aqui no B.I. diz que o senhor é natural de S. Sebastião da Pedreira, confirma ?
Turmentus: Sim, sim...
O Soldado: Aqui no B.I. diz que...
Turmentus interrompe o soldado.
Turmentus: Olhe tudo o que está no B.I. confirma-se.
O Soldado: Muito bem, então o sr. nasceu a ....
Turmentus ficou com a sensação que tinha feito mal em apresentar queixa.
O soldado entre outras peripécias nada agradáveis sai-se com esta.
O Soldado: O senhor tem certeza que foi assaltado, pois não se vê marcas de vandalismo no carro.
Turmentus: Fui assaltado, possivelmente por alguem que voçês nunca irão apanhar pois foi perfeito no trabalho, não me estragou o carro e levou-me os pertences que atrás descrevi, o senhor está a dizer o quê ?? que fui eu que me assaltei ???
O Soldado: Não se vê marcas no carro.
Turmentus: Olhe chame-me o seu chefe de serviço.
Após este episódio, e no decorrer da conversa em tom mais alto do que é costume apareceram outros dois soldados um nadinha mais esclarecidos, deram para aí umas trintas voltas ao carro, olharam, olharam e remataram com esta: “trabalho de profissionais”.
O soldado tomou nota de tudo e terminou, com a célebre frase: “Podia ser pior poderiam ou vandalizar o carro, ou mesmo roubá-lo, isso sim seria mau...”
Após tal afirmação, Turmentus desejou um bom dia e completamente consumido pelo ódio e raiva dirigiu-se para a viatura em causa, acendeu um cigarro e disse: “foda-se este país”.

Filhos da puta...

Estou danado.
Durante esta madrugada uns filhos da puta, assaltaram-me o carro.
Estava estacionado frente à minha casa. Levaram rádio, cd,s, óculos de sol, e o meu escritório ambulante, ou melhor, a minha pasta com tudo, foda-se...mil vezes foda-se...
O meu estado de nervos hoje é imenso, daí que me perdoem os meus leitores, mas pelo o meio irão aparecer muitas asneiras.
Sempre pensei que os charutos não eram apetecíveis aos ladrões...que os carros velhos não tinham aquelas coisas apetecíveis para vender numa feira qualquer deste país...
Enganado, mil vezes enganado...perdi enormes horas de trabalho, pois sou daquele tipo de docente que guarda tudo numa pasta e anda sempre com ela...agora apenas tenho a documentação que guardei no pc (pouca seguramente, pois não tenho por hábito guardar os documentos).
Que estupidez deixar o rádio no carro, a pasta, os óculos, a chave de casa, o porta cd.s, enfim...foda-se, foda-se, foda-se...
Tenho dias que massacro a minha senadora para nada deixar no carro, e ontem deixo lá tudo...foda-se.
O único consolo é ter apresentado queixa na GNR, e o soldado de serviço me ter dito “talvez apareça a pasta, quanto ao resto esqueça...”, fiquei feliz e tive finalmente a noção que o crime em Portugal não compensa, pois os ladrões visitam sítios onde a qualidade de vida é supostamente boa e levam tudo o que lhes apetece sem qualquer tipo de dificuldade...
Nem o caralho dos cães deram sinal...foda-se...
Normalmente ladram que nem uns javardos quando passa na rua um mosquito ou uma melga.
Esta noite foram todos para as putas pois nada viram, nada sentiram...
Que fique para a posteridade, o Turmentus no dia 14 de Março foi assaltado...
A sensação de impotência é avassaladora...foda-se.Que queimem no inferno os filhos da puta que me levaram aquilo que era meu...

terça-feira, março 14, 2006

Autocolantes nos pópós...


Caros amigos, amigas, inimigos e inimigas, vou falar hoje de algo que tem me andado a preocupar.

Em Portugal é normal os Tugas colocarem nas traseiras dos seus automóveis mensagens de toda a espécie e feitio. Coisas do tipo TURBO INJECTION, HDI ou TDI plus, enfim uma panóplia de mensagens a garantir muito mais potência aos automóveis em questão, pois o condutor ou condutora que ler ou observar tais mensagens ficará com a verdadeira sensação que aquele carro à sua frente trata-se de um protótipo da estupidez natural do Português no seu maior estado de graça.

Mensagens tipo: NO FEAR, típicas dos Fiat Punto 55, 65 ou mesmo GTi ou lá o que isso é, são intimidações para quem conduz atrás de tais veículos, onde a velocidade alucinante que atinge por exemplo um Punto 55, nos deixam seguramente a cerca de dois ou três metros de distância.

Ou então aquele coelho a dar na traseira da coelha, lembra aos restantes transeuntes a vontade de sexo anal que tal condutor necessita (será que os donos de tais carros ainda não pensaram nisso).

Nos meus tempos de menino e moço, visitei em viagem de finalista Benidorm, lá encontrei uma discoteca que tinha um símbolo, que passados anos povoava, tal qual estirpe da gripe da aves, todo o território nacional.
Praticamente todos os carros tinham coisinhas do tipo, umas grandes outras pequenas, outras às cores, enfim...todo o santo tuga tinha no seu bólide uma Penelope, sem saber donde vinha ou o que representava.
Para os saudosos leitores amantes de tais merdas nos carros, informo que a discoteca Penelope era uma discoteca frequentada por meninos da estirpe do nosso humorista nacional, o sr. Hermam José...onde se passeavam todos os Castelos Brancos lá do sítio.

Bem sei que o Tuga gosta da afirmação ao volante, que são uns autênticos machos latinos, quando começam a colocar as sucessivas mudanças de um carro, mas colorir os carritos de baixa cilindrada com autocolantes alusivos a coisas para inglês ver, não será a melhor política...enfim...

Ultimamente tenho reparado em alguns toiros, penso que saberão, os que os colocam, que são alusivos à terra vizinha de Portugal, que representam uma marca desportiva/radical espanhola, que representam a cultura tauromaquia espanhola, ou então representa o gosto pela terra de nuestros hermanos (o meu caso)...não sei se os tugas o saberão...

Poderão pensar o que é que este gajo tem haver com o que coloco no meu carro ????
Simplesmente nada, mas que é foleiro... é.

segunda-feira, março 13, 2006

Xj 600 The force is about to...

O jedi anda no ar...

Milosevic


Milosevic, foi um homem que matou milhares...
Agora pode juntar mais uma morte às que poderosamente encomendou, ou seja, a sua...
Que descanse em paz, ou não...

os novos três milagres de Fát.....Boliqueime...

Não querendo fazer deste blog um conjunto de imagens de leitura fácil. Na blogoesfera encontrei umas imagens que tive de copiar e editá-las em sinal de admiração pelos seus criadores.

Porque Portugal precisa.
de um novo milagre lá para os lados de Fátima (talvez tenha surgido em Boliqueime).
De um bom filme sobre algo que neste país não há ?????, ou seja Gays...
Novos produtos para fazer as famílias felizes, ou não...

Afinal não é só lá...

Esta manhã enquanto me dirigia para o local de trabalho. Ouvi um dos humoristas da nossa praça em mais uma das suas crónicas. Falava em jeito de brincadeira sobre uma ameaça que lhe dirigiram via net. O rapaz que por vezes até diz umas coisas acertadas e que faz com que o meu caminho matinal seja acompanhado por algumas gargalhadas, está perante uma ameaça. Numa das suas divagações matinais na Antena 3, falou sobre os pupilos do exército, brincando e injuriando de uma forma bem ligeira esses futuros soldados da nossa praça. Como tal, esses futuros homens com H grande ameaçam-no com violações sucessivas, pois segundo o próprio (nesta manhã), foi ameaçado nas partes traseiras.
Ora isto leva-me a pensar que não será somente nos países islâmicos que a liberdade de expressão culmina em ameaças de morte.
No meu entender, Nuno Marlk, se é que te posso tratar assim, continua a fazer aquilo que fazes de melhor, sátiras com tudo, mas começa a ter atenção às costas, pois com pupilos do exército há que ter muito cuidado, pois dominam as armas portuguesas como usam uma farda ridícula.

sexta-feira, março 10, 2006

Associações de Pais versus Educação Sexual

Quero partilhar convosco algo que ultimamente tem me preocupado.
A educação Sexual nas escolas portuguesas.
Em algumas escolas portuguesas temos educação sexual, em algumas instituições de ensino são promovidas acções de formação nesse âmbito, são contactados centros de saúde para promoverem a educação sexual, de uma forma científica e objectiva, onde o olhar para o século XXI é uma realidade.
Fico um pouco perplexo ao observar que algumas das associações de pais estão a levantar falsos testemunhos sobre este tema, que querem só para eles a educação sexual, que ficam escandalizados pelas crianças/adolescentes tomarem contacto com preservativos ou mesmo contacto com prospectos informativos acerca da higiene sexual que todos nós devemos ter.
Estas organizações de pais que parecem associações retrógadas, a adoptarem mentalidades do século passado, ou mesmo de uns valentes séculos atrás. Culpam os professores que desenvolvem na área projecto, conteúdos dentro da temática da sexualidade.
Pais, os professores não andam a brincar, não desenvolvem conteúdos relacionados com a sexualidade para promover violadores ou violadas, trata-se apenas de desenvolver nas crianças/adolescentes conteúdos que lhes sirvam para a vida.
A desocupação sempre provocou maldade no ser humano, mães e pais que nada fazem, preocupam-se com mesquinhices sem qualquer valor.
A mim preocupa-me que à minha volta estas associações de pais apenas se limitem a destruir e não a fazerem aquilo para que se constituíram, ou seja, ajudar a escola a desenvolver as crianças e os adolescentes.
O futuro só será melhor se todos trabalhar-mos com o mesmo propósito.

Para A Senadora F.....

Na eventualidade de amanhã não poder dar os Parabéns em directo à Senadora do meu amigo IntergalacticRobot, peço ao mesmo que lhe mostre esta postagem só amanhã.

By the way, contem connosco na mega festa dos 29 anitos.

MUITOS, mesmo MUITOS, e ainda mais MUITOS PARABÉNS...
Que tudo corra como queres... e desejas.
Que a FÉ te acompanhe...

quinta-feira, março 09, 2006

Islâmiquices

Não quero ser mais um a ser preseguido pelo fanatismo, pois para além de gostar de estar vivo, tenho responsabilidades para com aqueles que coloquei no mundo.
O fanatismo religioso foi algo que sempre me preocupou, pois a falta de ideias próprias é algo que temo. Observar quantidades de homens e mulheres a seguirem um rumo sem saberem o destino final, ou completamente ausentes de um prepósito é algo que me atromenta.
Bem sei que a nossa educação de base é seguramente diferente da islâmica, mas bolas, antes de queimar bandeiras, explodir carros, matar inocentes...vão trabalhar...
E não façam isto às crianças...
Não se coloquem atrás de inocentes...
Sejam homens, mártires da boa fé e não mártires do fanatismo...

Portugal está de feira

Hoje meus caros vou falar de feiras.
Portugal, como sabem é um país que tem muitas. Temos desde a feira do relógio à feira da Malveira.
São milhentas feiras por esse país fora. E todas elas com particularidades muito próprias.
As tias, ou pseudo tias da feira de Carcavelos a esgatanharem-se por causa de umas roupinhas de segunda categoria, sempre desenvolveram em mim o meu lado de pesquisa (Tipo National Geografic), alías fico perplexo por ver que canal tão importante ainda não tenha desenvolvido um programa sobre o comportamento dos referidos animais de volta das peças de roupa compradas ou adquiridas pela comunidade cigana algures nesta Europa de todos.
Mas, esse não é seguramente o tema deste artigo. Quero falar de feiras. Da alegria estampada na cara das famílias Portuguesas quando se passeiam alegres e contentes por entre os corredores de barracas de roupas, sapatos, sofás, artigos dos mais variados, DVDs e Cds, etc...
Comprar algo na feira é algo que o portuguê gosta. Afinal só custou 5 euros. Qualquer artigo de primeira ou segunda só custa 5 euros. Não interessa se quando chegamos a casa e colocamos o DVD que ainda não foi a estrear nas salas de cinema, e o aparelho que até lê todo o tipo de DVDs o manda para fora “The disc is not correct”...não interessa, pois só custou 5 euros.
Ou então ver aquelas famílias que todos vestem fato de treino ao domingo, e lá vão todos contentes, comprar aquela camisa BOSSE ou mesmo BOSS.
Ou então ver os ditos rapazes com estilo, aqueles que metem umas poupas bem acima da testa cheias de gel, a comprar camisas a 5 euros com o nome SACCORER ou mesmo SACCOR.
Eu, também já visitei estes locais de consumo endiabrado e penso que consigo alguma distância de tais estereotipos portugueses, afinal apresento um comportamento de autentico pânico por todo o que está à minha volta, ou seja, estou sempre à espera que haja um tiroteio ou coisa parecida...e diga-se em abono da verdade que em 34 anos devo ter comprado uns 4 artigos feirais, portanto o saldo está positivo em meu favor.
Mas meus caros, não são as marcas que têm culpa, nem as pessoas que gostam de comprar alguma qualidade invez de gastarem de mês a mês porradas de 5 euros, a comprar camisas LACOSTES e outros artigos de elevada e garantida qualidade, pelo menos até chegar à máquina de lavar.
Pois é Portugal é um país de feiras, senão vejamos a fanfarra de volta da tomada de posse do nosso Presidente da República, até parece que é procurado pelos malucos islâmicos por algum desenho menos próprio em alguma casa de banho pública.
Ou então a fanfarra no aeroporto da portela esta madrugada, afinal o benfas apenas passou (com algum mérito) uma eliminatória, ainda nada ganhou, possivelmente os mesmos que ali estavam a dar palmadinhas nas costas foram os mesmos que quando o Grande Sporting espetou 3 os vaiaram e chamaram filhos da mãe deles.

Viva as feiras, viva Portugal

quarta-feira, março 08, 2006

Homenagem à Mulher

Aqui deixo algumas imagens alusivas ao que de melhor podemos encontrar no Planeta TERRA, ou seja, a MULHER.
imagem de um blog dedicado às mulheres...
as mulheres maltratadas...
a beleza das mulheres...
mais beleza das mulheres...
a mulher de Jesus Cristo...
a força da mulher...
...ops...

Mais sobre as Mulheres

Preocupado com a situação ainda existente para algumas mulheres, Turmentos deixa aqui alguns textos arrancados a ferros em alguns sítios da net. Arrancados a ferros, porque o quadro electrico desta escola está sempre a ir abaixo...sec XXI nas escolas portuguesas.

A participação da mulher na tomada de decisões foi o tema escolhido pela UNESCO para assinalar mais uma edição do Dia Internacional da Mulher. A mensagem sublinha ainda que é mediante a educação que se pode fazer frente e corrigir desigualdades e lutar contra a ignorância, a intolerância, discriminação e os estereótipos e destaca a função da educação no combate à SIDA ,que tem cada vez mais um rosto feminino.


Parlamento Europeu: Tendo em conta a miséria humana causada pela prostituição forçada e a iminência do campeonato mundial de futebol, que começa em Junho na Alemanha, a Comissão dos Direitos da Mulher do Parlamento Europeu escolheu o Dia Internacional da Mulher para abordar este assunto num seminário sobre a “Prostituição forçada no âmbito de eventos desportivos mundiais". O seminário realiza-se no dia 8 de Março, das 12:00 às 14:30.

Violência: números assustadores Na Europa, 1 em cada 5 mulheres, pelo menos uma vez na vida, é vítima de agressões dentro de casa. Em Portugal, mais de 10.000 mulheres por ano queixam-se à polícia ou aos centros de apoio e todos os meses, pelo menos 5 são vítimas fatais.


End Exploitation and Trafficking A EXIT existe para te informar sobre tudo o que precisas de saber acerca do problema crescente que é o tráfico humano na Europa. A actriz Angelina Jolie é um dos rostos desta campanha que denuncia o tráfico de mulheres e jovens raparigas para exploração sexual.

Dia Internacional da Mulher

Hoje é o dia Internacional da Mulher e como tal aqui vão umas letrinhas alusivas ao tema.
Viva a mulher...
História do Dia Internacional da Mulher
A revolução dos cravos desencadeou várias mudanças na sociedade portuguesa. E a comemoração do Dia Internacional da Mulher, no dia 8 de Março, foi uma das mudanças ocorridas depois do 25 de Abril.
Contudo, apesar de ser comemorado desde 1909, o Dia Internacional da Mulher só foi proclamado oficialmente pelas Nações Unidas em 1975. E, somente em 1979 foi aprovada a Convenção para a eliminação de todas as formas de discriminação contra as mulheres.
Toda a verdade...
As reivindicações de operárias de uma fábrica de têxteis em Nova Iorque, em 1857, originaram a comemoração do Dia da Mulher em todo o mundo. Revoltadas com condições de trabalho bastante precárias, as trabalhadoras fizeram greve e manifestaram-se contra os salários baixos, o excesso de horas de trabalho, e contra as más condições da fábrica.Durante a greve deu-se um incêndio que causou a morte a cerca de 130 manifestantes.
Em 1903, profissionais liberais norte-americanas criaram a Women’s Trade Union League.
Esta associação tinha como principal objectivo ajudar todas as trabalhadoras a exigirem melhores condições de trabalho.
Em 1908, mais de 14 mil mulheres marcharam nas ruas de Nova Iorque: reivindicaram o mesmo que as operárias no ano de 1857, bem como o direito de voto.Caminhavam com o slogan “Pão e Rosas”, em que o pão simbolizava a estabilidade económica e as rosas uma melhor qualidade de vida.
Mais tarde, o Partido Socialista norte-americano decretou o último Domingo de Fevereiro o Dia Internacional da Mulher.
Foi comemorado pela primeira vez em 1909 e pela última vez no ano de 1913, pois durante uma conferência mundial das organizações socialistas, decorrida em Copenhaga (Dinamarca), a revolucionária alemã Clara Zetkin propôs o 8 de Março como o Dia Internacional da Mulher.
in algures na net

terça-feira, março 07, 2006

Para a Margarida

Não queria passar em claro o sofrimento que uns amigos meus estão a sentir.

A sua Margarida teve de ser submetida a uma intervenção cirúrgica, penso que uma hérnia.

Dos contactos que temos tido, a minha relação com a Margarida não foi das mais saudáveis, o que é perfeitamente normal, pois os meus contactos com os animais de estimação de amigos raramente correm bem...culpa minha, que me fecho num casulo impenetrável de coração frio que despreza um pouco os animais...ora eles respondem querendo morder-me as pernas.

Mas na verdade até aprecio muito os animais, principalmente as cadelas. A sua devoção ao dono é simplesmente milagrosa, digna do maior dos sentimentos.

Espero sinceramente que recuperes rapidamente Margarida.
Se não conseguires ler estas palavras, o problema é só teu, afinal ninguém te mandou vir a este mundo num corpo de canídeo e sempre ganhas um motivo para colocares o teu dono a ler-te esta história para te adormecer quando voltares ao lar doce lar.

Candidatura Inteligente

Eu gosto muito disto dos computadores. Esta coisa viciante de estar constantemente em contacto com o mundo, isto de criar textos, páginas, blogs, cria em mim algo de criador, de ser transcendental...

Gosto disto...mas candidaturas inteligentes, que têm a duração de três anos, ou seja, 1095 dias é algo que me tem virado as tripas.

Bem sei que é o progresso a chegar a este país, que o caminho é esse, mas não posso dizer que estou a gostar da sensação. Eu até consigo dominar onde estão as teclas e coisa e tal. Até consigo criar umas coisinhas, mas estou a parecer um leigo quando chega a altura de submeter as informações que ditarão o meu futuro nos próximos três anos.

Que me perdoem os meus caros leitores, mas alguma vez o Turmentus tinha de ser lamechas e dizer umas coisinhas ruins.

A minha insegurança é tanta que amanhã vou direitinho falar com a minha amiga caríssima D.ª Clotilde, pois só após o seu consentimento submeterei o meu futuro nas mãos de uma candidatura inteligente.
Penso que não serei o único com esta dor no estômago.

oh blogspot !!!!

Não que não entenda os problemas informáticos que os programas à escala mundial podem ter.
A quantidade de bug que têm de filtrar é enorme...mas já chega.
Estou à dois dias a tentar aceder ao meu adorável Blog e não consigo. Estou danado com isto, afinal gosto de ver aquilo que publico. Façam lá uma força e ponham esta máquina fenomenal dos blogs a funcionar novamente.

segunda-feira, março 06, 2006

Sim senhor, senhor Professor Doutor Mestre

Estou contente por estar a tirar uma pós-graduação onde tenho aprendido imensas coisas.
Oiço falar de coisas que nunca tinha ouvido falar, analiso documentos novos, acabadinhos de sair das mentes dos seus criadores, daqueles tipo doutrina da docência, um fenómeno da loucura do desenvolvimento mental…
Falo, discuto, com professores, doutores, professores doutores, mestres, e outras estirpes da academia nacional.
A quantidade de informação nova que tenho introduzido no meu pc humano tem sido tanta, que na maior parte das vezes saio das aulas com umas dores de cabeça descomunais.
Na minha última aula vi que estava completamente desactualizado, ou seja, eu e os meus coleguinhas aprendemos como se faz um projecto, foi fantástico, eu nunca tinha ouvido falar em projectos, em onze anos de carreira nunca tinha ouvido tal coisa…foi fantástico, saí daquela aula cheio de esperança para o futuro…seguramente que a partir de agora serei um melhor docente.

Observei trabalhos de outros colegas de outros cursos anteriores com algumas notas avaliativas, pois tratavam-se de trabalhos elaborados em anos anteriores já corrigidos. O engraçado foi reparar que as únicas emendas prendiam-se com as nomenclaturas dos docentes das cadeiras, ou seja, os meus colegas dos anos anteriores enganaram-se quando colocaram mestre dr. Y, o que deveriam ter colocado era Professor doutor y, ai, ai nem sei como é que com erros assim conseguiram concluir o curso…seus maus.

Naturalmente que a coisa vai melhorar, possivelmente na próxima semana aprenderei como elaborar uma planificação diária, pois a final de contas nada sei…

quinta-feira, março 02, 2006

O Benfas está com gripe...

Eu a dar no Busch

Portugal versus Contribuintes


Caros amigos não se esqueçam de colocar o I.R.S.

Mais Carnaval

Acho muita piada aos jornalistas nacionais.

Em tempos quando andei num curso de jornalismo, aconselharam-me a nunca mentir, e a procurar sempre a veracidade das informações que passava para os leitores, ou espectadores.
Tratava-se de uma das regras básicas do jornalismo. Por isso hoje em dia acho muito piada quando oiço a senhora da SIC, que «o Carnaval mais Português de Portugal é o de Ovar» ou, como diz a senhora da TVI, que «o Carnaval mais tradicional de Portugal é o de Loulé».
Realmente, em Ovar as pessoas vão para um sambódromo, e ficam a ver e batem palminhas às marafonas roliças e desajeitadas, lá do sítio. No que diz respeito ao de Loulé é muito português, reparem nos carros com flores e mais marafonas gordas e feias que se estabelecermos uma ligação estão para as brasileiras como as actrizes de um canal venezuelano estão para as actrizes de hoollywood. Mas as pessoas vão e batem muitas palminhas. Ora o de Torres Vedras é o melhor de todos os carnavais de Portugal. E porquê?

Tem carros alegóricos bem nacionais como o do Bush com cara de macaco assassino e uma estátua da liberdade em forma de caveira.

O Carnaval de Torres é onde os homens verdadeiros e puros se transformam em autenticas coisas semelhantes a um Castelo Branco em hora de ponta. Eles são gays, eles são drags, do melhor a mais pura e fina nata masculina do país.

Penso que será o espaço europeu por metro quadrado onde existe o maior número de homens vestidos de mulheres, homens que se sentem mulheres, homens que são mulheres, aberrações armadas em mulheres, mulheres que são mulheres, mulheres que querem ser homens, etc...
O creme e a nata toda.
Em Torres o Carnaval é levado a sério, todos são empenhados no progresso de tal festa típica portuguesa.

Sr. Busch

Gostava de dedicar umas letrinhas ao presidente da nação mais poderosa deste planeta, o sr. Busch.

Obrigada, obrigadinho, por ter protegido os seus votantes...

Era fácil, muito fácil, afinal só tinha de acreditar nas palavras daqueles que emprega.
Tinha impedido algumas mortes provocadas pelo Katrina.

E assim se passou o Carnaval...

Antes demais quero apresentar as minhas sinceras desculpas aos meus leitores habituais (se é que os tenho), pela fraca intensidade que tenho dedicado a este blog. Mas infelizmente tenho andado ocupado com alguns problemas da vida real.

Não que não tenha olhado para o que tem acontecido à minha volta, mas por estar distraído.

Mas cá estou eu.

Falarei hoje sobre o Carnaval, época festiva, que simplesmente não gosto. Bem sei que nunca o festejei no Brasil ou em Veneza. Mas seguramente do Carnaval Português não gosto.

A sátira implícita (coisa que até gosto), o sarcasmo, o gozo do nosso semelhante não é positivo e eu gosto de coisas positivas.

Senão, vejamos, sai um indivíduo de casa com uns amigos, para ir festejar o Carnaval numa das terras portuguesas mais famosas deste país por esta altura, e quando sai do carro e depois de acender um cigarro leva com uma data de farinha misturada com água ou outras coisas, não é bonito, e torna-se desagradável, tanto para a carteira como para a máquina de lavar.

Ou então, quando estamos no multibanco para levantar uns dinheirinhos, e somos abordados por uma tipa podres de bêbada, a insultar-nos, a chamar-nos de Manel e outras estúpidas nomenclaturas, não é a minha forma de diversão.

Observar jovens de 14 anos a atirarem balões de água para dentro dos estabelecimentos comerciais, a encharcarem as pessoas que vão ou estão a trabalhar, não é seguramente uma forma digna de diversão.

Copiarmos modelos brasileiros para festejar em grande não é seguramente uma forma portuguesa.

Para quem gosta de Carnaval espero que se tenha divertido sem ter comportamentos como os que acima descrevi. Pois das duas uma, ou eu estou velho, ou a estupidez tomou conta de vós.

Viva o Carnaval...

O meu foi muito bom, passei-o em casa com os meus queridos príncipes e a minha adorável senadora.