sexta-feira, dezembro 21, 2007

Vem aí o Santa

Natal é alegria...
Natal é saudade...
Natal é harmonia...
Natal é felicidade...
Natal é tudo para todos...
Natal é família, quer seja grande ou pequena...
...
Natal é a única altura em que nos lembramos do Santa...
Coitado...
Sim porque o Jesus é relembrado com mais assiduidade...

Um bom Natal para o Mundo...

quinta-feira, dezembro 13, 2007

Lua






"Eu estou no mundo da Lua, querendo o meu Céu"



Gabriel Pensador



"Os verdadeiros astronautas são os Portugueses, estão constantemente a cair da Lua."

Miguel Termentina

Sou funcionário Público

Estamos à beira de mais um fim de período.
As avaliações e a reunite serão a nossa ocupação futura.
Teremos de ser fortes e objectivos, para conseguirmos chegar à consoada de cara alegre e feliz.
...
Quanto à inspecção correu bem à excepção do meu grupo, grandes questões acerca da articulação entre a Educação Especial e os Apoios Sócio Educativos, deixaram toda uma imagem de perfeição cair por terra. Tenho pena...
...
Quanto à postagem, aqui vai:

Enerva-me solenemente pessoas que dizem ter como profissão "funcionário público".
Hoje vinha a ouvir rádio quando der repente "então caro ouvinte o que faz?", - "sou funcionário público".
Oh minhas grandes bestas não existe a profissão funcionário público, existem Professores, Gestores, Polícias, Pedreiros, Jardineiros, Políticos (corruptos), Deputados (vigaristas), etc.
Mas a profissão funcionário público não existe.
Afinal o que faz um funcionário público???
Para que serve???
Possivelmente para fazer funcionar o público, talvez para pôr o público a funcionar, ou então para estabelecer critérios de funcionalidade pública.
Deve ser isso...
Anseio pelo fim de semana...
Que a Paz volte à minha alma...

terça-feira, dezembro 11, 2007

Crónica 6- Avaliação externa

Hoje a instituição para a qual devo trabalho está sob uma avaliação.
Temos neste agrupamento uma avaliação externa, proposta por nós mesmos.
Temo ver algum pânico em algumas colegas.
Penso que o propósito de uma avaliação será pura e simplesmente isso, avaliar, para com o fim pedagógico, melhorar.
Eu quando avalio, penso nos alunos mas também e forçosamente no meu trabalho. Afinal o meu desempenho está intimamente relacionado com os resultados obtidos.
Naturalmente que aquele velho ditado popular tem a sua razão de ser: "sem ovos não se fazem omeletes".
Pelo que observo neste agrupamento as "coisas" até funcionam com alguma normalidade, penso não haver nada a temer, e o que houver, que nos seja dito para que as melhorias sejam rápidas.
Que venha a inspecção, que a sorte nos bafeje, e que o nosso trabalho seja valorizado, pois merecemos isso e muito mais...

Para o Intergalacticrobot

Normalmente interiorizo os comentários deixados pelos meus leitores, às minhas postagens. Normalmente não dou resposta, pois o propósito dos blogs não será propriamente um messenger de 4.º geração.
Mas quando somos comentados por ilustres camaradas, temos necessariamente de responder.
Meu caro Intergalactic, naturalmente que as cimeiras são importantes, e eu na minha humilde estrutura de cidadania também as entendo como importantes. O que me dana é o passear de vilões por este país, possivelmente custeado com as minhas e as tuas contribuições.
África sempre será uma fonte de rendimento brutal, mas daí a Portugal ter uma leve fatia desse lucro vai uma grande distancia. Mas entendo que para organizar festins e passeatas em limusina, nós somos efectivamente bons.
Quanto ao petróleo e afins, acordámos alguns pactos com a Líbia, meu caro, a Líbia...melhor é impossível...

quinta-feira, dezembro 06, 2007

Cimeira Luso-Africana & outras Ld.ª

Naturalmente que as cimeiras são importantes.
Para os maiores e mais poderosos países, bem como para os menores e não poderosos países.
Fico orgulhoso (arghhhgggg) com o Nosso Senhor Engenheiro Primeiro Senhor Primeiro Ministro, afinal o Nosso S...( não vou repetir outra vez) tem conseguido reunir com todos os importantes do mundo. Tenho a certeza que terá possivelmente um futuro em cada país, pois ao menos uma sopa terá, cada vez que lá for.
Os resultados das cimeiras, nós os simples mortais nunca sabemos ao certo, mas lemos uns documentos que são elaborados pelos secretários, que normalmente começam a melhorar o sentido das mentalidades generalizadas.
Gostava de um dia ser mosquinha para espreitar uma cimeira, teria de ter cuidado, não fosse aparecer um com um mata mosca na mão.
Acho que as cimeiras dizem tanto às populações como esta postagem diz aos meus leitores (2 ou 3...), pura e simplesmente NADA.

terça-feira, dezembro 04, 2007

Ontem foi...Crónica 5

Ontem foi dia Internacional do Deficiente.
Como profissional ligado às necessidades educativas especiais, relegada agora para Educação Especial, promovi uma actividade numa das escolas onde trabalho relacionada com a temática do Dia Internacional do Deficiência.
Desilusão completa.
A actividade passava por uma pequena conversa com os alunos, seguida de um visionamento de um filme direccionado, concluída com a assinatura de um moral enorme, visível para toda a comunidade educativa.
São Pedro mandou chuva, o moral esteve de estar confinado a quatro paredes.
Da conversa com os alunos pude reparar que nenhum professor esteve preocupado em referir que dia era, seu propósito, enfim ....falta de sensibilização total.
Já tenho alguns anos disto, mas sempre me vou desiludindo com determinadas atitudes.
Parece que os problemas relacionados com as crianças com deficiência apenas são do foro dos professores da Educação Especial (alguns, pois outros andavam mais preocupados com merdices relacionadas com o Messenger...).
Peço desculpa desde já por não ter elaborado uma postagem digna da defesa dos direitos dos deficientes, mas a neura ontem era tão grande que só me apeteceu acender a lareira e ficar a ver a saga do Senhor dos Anéis, só tive pena de só ter 3 episódios compridos. Com a neura que estava ontem era capaz de ver uns 6.
Naturalmente que este amargo de boca irá passar, possivelmente jamais irei promover actividades desta estirpe, ou talvez não...
Os nossos ideais são os nossos ideais...
Num país que anda mais preocupado com os filhos e não filhos do TOY, é natural não haver qualquer sensibilidade para com os deficientes.

terça-feira, novembro 27, 2007

Crónica de Terça-Feira 4 - Desabafos

Em todas as profissões existem chefes e os outros. Existem os gestores e os outros, os coordenadores e os outros, etc.
No ensino temos vários postos de liderança, uns bem úteis outros nem por isso.
Naturalmente e por ter conhecimento de causa não é fácil abraçar um cargo de liderança, por vezes torna-se bastante cruel, isto se pensarmos com responsabilidade nas coisas que nos deparam no dia a dia.
Mas no meu humilde entender um chefe, um coordenador, um gestor, etc. Terá de ter sempre em mente o normal e optimizado funcionamento da estrutura que lidera. Quando esta cresce, terá de expandir o seu raio de acção.
Para quem trabalha para o ministério de educação, não tem de se preocupar com as verbas de ordenado, pois estas caso se justifiquem saem dos cofres do estado. Deparo-me com um problema que me preocupa muito.
Os nossos líderes nas escolas devem pensar que o ordenado de mais um colega estará a por em risco o seu (errado). Temos imensas crianças a necessitar de apoio, mas os nossos líderes locais acham que temos gente suficiente para não dar qualquer tipo de apoio.
Temos turmas carregadas de brasucas, australias, ucronias, romenas, etc. Mas os nossos líderes locais acham que nós aguentamos com tudo.
As salas caem aos bocados, mas os nossos líderes locais, acham que desde que não nos caia na tola está tudo bem, etc, etc, etc.
Normalmente as vozes da reacção culpam o governo, mas neste caso NÃO, são mesmo os líderes locais que emperram todo o sistema, para depois virem com a desculpa do governo. Preferem não fazer nada a ter condições de trabalho que elevem realmente as capacidades das crianças.
Realmente é por estas coisas que somos um país pequenino.
"Desde que eu esteja bem, não necessitarei de mais nada, o outro que se desenrasque..."
Vivam os Tugas líderes locais.

quinta-feira, novembro 22, 2007

Coletes à prova de estupidez

Ora bem.

Agora sempre que um Professor pense em sair da escola onde trabalha com os seus alunos, terá de vestir um colete reflector.

Por questões de segurança, esse titular de ensino será facilmente visualizado pelos condutores nacionais e internacionais, nas nossas perfeitas estradas.

Quanto às crianças não tenho conhecimento de qualquer obrigatoriedade em relação a coletes reflectores.

Ora bem.

Amanhã vou acompanhar umas colegas e uns alunos a um teatro no Tivoli. Como mandam as normas nacionais e para evitarmos coimas, iremos todos de colete vestido.

Naturalmente quem fica a ganhar são os turistas que por Lisboa passeiem, pois irão presenciar um espectáculo digno de loucura. Professores de colete reflector.

Será que os senhores deputados, quando saem da assembleia em visita oficial, usarão colete ???

Estou certo que sim.

Vivam os coletes, viva a segurança, viva o Ministério, viva a assembleia e porque estou numa de vivas...viva a nossa selecção.

terça-feira, novembro 20, 2007

Crónica 3

Dizem que todos os países perto do mediterrâneo têm sangue latino.
Tenho as minhas sérias dúvidas quanto ao nosso.
Será que os portugueses têm sangue latino ???
Não me parece.
Vejamos.
Nos encontros ibéricos, somos sempre o elo mais fraco. O protagonismo fica sempre para os outros.
Na assembleia portuguesa nunca há tareia a sério, são sempre muito bem educados uns com os outros, mesmo quando pregam a maiores mentiras uns aos outros.
Noutro país com verdadeiramente sangue latino, já tinham saltado da cadeira e pregado uns abrunhos valentes nos mentirosos.
Reparem neste último encontro entre os países que falam espanhol. Até o rei de Espanha saiu do seu imaculado pedestal para desancar o outro parvo. Por cá garanto tudo decorrerá na maior de seriedade.
Em nada passamos para a parvoeira. Até na nossa mais famosa revolução, andámos só a agitar cravos.
Será que Dom Sebastião levou todos os homens com o verdadeiro sangue latino???

quinta-feira, novembro 08, 2007

São Martinho na Escola

É engraçado, tem muita graça.
Todos os anos por esta altura a solidariedade é algo falado nas escolas nacionais.
A ajuda humanitária é um ponto bem focado nas actividades desenvolvidas nessas mesmas escolas. Todas as crianças por influência de um tal de Martinho, sabem que devem ajudar o próximo. E sabem também da importância dessa mesma ajuda.
Compreendo essas mesmas actividades escolares, apenas não compreendo a não passagem de testemunho aos encarregados de educação dessas mesmas crianças, pois apenas vêm à escola "papar" umas castanhas e criticar negativamente as actividades.
Podem pensar que estou com "espírito" comunista, mas não, ano após ano é isso que observo...
Viva o São Martinho e vivam as castanhas...
Já agora viva o Sportingpreciso ter galo...)

terça-feira, novembro 06, 2007

Terça-Feira de Luto - Crónica 2

Mais uma vez, a morte teve a tendência em aparecer nas estradas portuguesas.
Morreram pessoas, outras ficararam feridas...e o país ficou espectado para a caixa mágica, impotente perante tal catástrofe.
A minha crónica de Terça-feira vem de acordo com esta maldita realidade portuguesa, ou seja, a morte nas nossas estradas.
A mim parece que a dita cuja está sempre à espreita em todas as estradas, ruas, vielas, por uma distracção, para lançar a sua foice e Zás, mandar uns quantos para desta para melhor.
Às famílias que perderam os seus entes queridos o meu pezar.
Será que os Portugueses não têm sorte na estrada?
Não sei as causas do acidente, mas de certeza que era de evitar.
Ninguém merece uma morte tão estúpida.

terça-feira, outubro 30, 2007

Crónicas da Terça-Feira

Proponho todas as terças-feiras elaborar umas postagens temáticas, tipo assim, crónicas do Marcelo, ou do Vilarinho, ou mesmo do Lauro António.
Popularidade com isso, sei que não terei, vamos lá ver se tenho leitores.
Como 1.ª postagem das crónicas da Terça-feira, falarei disso mesmo, de crónicas.
...
Existem pessoas pela sua importância ou relativa importância, ganham tempo de antena nos nossos mass-média.
As suas opiniões começam a ser tidas em conta, dando relevância aos acontecimentos sociais mais marcantes.
Observo na minha vidinha quotidiana, pessoas a interiorizarem formas de pensar, de observar, ou mesmo de ver o mundo, pelas brilhantes cabeças desses oradores semanais, que não fazem nada menos do que emitir opiniões.
No nosso mercado temos muitos.
Os importantes, os menos importantes, os sem importância alguma, os parvos, os broncos e até mesmo os cor de rosa.
Todos eles, possivelmente pagos a peso de ouro, são os condutores de mentalidades do nosso senso comum.
Naturalmente que não poderemos culpabilizá-los, não é isso que pretendo, afinal eles apenas emitem opiniões.
Os restantes mortais é que terão de ter a noção que a vida tem de ser guiada pela sua própria razão, e em alguns momentos também pelo seu coração.
...
Mas existe uma raça de oradores semanais que simplesmente não suporto, os políticos. Pois todas as suas opiniões, direcções, etc, acabam por se concretizar, só que só para alguns.
...
E assim foi a crónica de Terça-Feira...

segunda-feira, outubro 29, 2007

Mais disto não...



Mais disto, não muito obrigado...

sexta-feira, outubro 26, 2007

Mafra centro da Europa

(roubada ao google)


Hoje é um dia especial para Mafra.
Temos por cá o presidente da Rússia e o Sr. 1.º ministro português.
Como tal o apanágio de segurança é enorme.
Sente-se nas ruas a importância de tal encontro.
As pessoas locais hoje têm de ter paciência, pois não poderão ter uma vida normal, a segurança assim o exige.
Por mim, que estou na Ericeira e não faço contas em ir no dia de hoje a Mafra, está tudo bem.
Espero sinceramente que o resultado deste encontro seja proveitoso para Portugal e não só para alguns portugueses.
Espero também que não estraguem muito o “calhau”.
Espero que seja um dia de sol.
Espero também apanhar umas belas ondas.
Espero que os meus filhos não adoeçam.
Espero que a minha esposa esteja bem.
Ops, acho que estou a fugir do tema da postagem...

quarta-feira, outubro 24, 2007

O Tempo

Isto do tempo é engraçado.
Passo a explicar.
- Quando não temos tema de conversa, rematamos com "o tempo está mau...ou o tempo está bom..." consoante o tempo do momento. Trata-se daquele tipo de conversa que temos com aqueles vizinhos, do tipo espertalhão que nem queremos falar ou mesmo olhar, mas pela força das circunstâncias temos de manter uma relação de cordialidade.
- Outra das situações intimamente relacionadas com o tempo é o nosso estado de humor. Noutras alturas achava que não tinha nada a haver, mas hoje em dia penso de maneira diferente. A verdade é que temos dias em que estamos como o tempo (lá está).
- Temos também o tempo para concluir algo. Torna-se por vezes um tipo de abismo, queremos acabar algo e parece que não temos tempo para isso. Agoniante.
- O dar um tempo entre casais, nunca entendi bem essa filosofia de dar um tempo...mas respeito, penso que quem não quer, não deve forçar.
- Depois existe o tempo intemporal, ou seja aquilo que dura pelo tempo fora...
Caso tenha uma outra forma de encarar o tempo faça o favor de dizer, nessa coisinha que diz comentários...

terça-feira, outubro 23, 2007

Mais um animal com manias de Tuga...

(Fonte: algures na net)

Ao observar esta imagem tenho a nítida sensação que este animal está intimamente relacionado com o modo de vida do Português. Afinal é caracol e anda sempre com a casa às costas.

Bem certo que uns andam mais tempo que outros, pois uns são a 25 anos, outros a 30, outros ainda a 40; mas não pensem que pára por aqui, existem aqueles que passam os seus empréstimos para os descendentes.

Não fosse o Português um caracol com a casa às costas...

Diferentes ângulos

Peço desculpas aos meus leitores mais sérios, mas hoje deu-me para isto.
Afinal, ELE está em todo o lado...

Nem em sonhos...
Sem dúvida que não passa de um disfarçe...

Todos nós temos um palhaço dentro de nós...
Viva os Legos...
Tem tudo a ver, afinal não serei um ícone da liberdade...

Até na educação...

Não fosse eu um sith...










A falta de respeito

Sempre tive muita importância para o equilíbrio do universo.

Afinal de contas era o escolhido para estabelecer a paz entre os povos.

Passado o tempo das estreias, do fanatismo em redor do meu personagem, vejam o que sobra:(imagem roubada ao rafeiro)
The force is strong in me...

segunda-feira, outubro 22, 2007

Imagens que mudam o mundo...

FOTOGRAFIAS QUE FIZERAM HISTÓRIA.
Existem imagens que por diversos motivos ganham uma notoriedade fora do normal.
Hoje proponho precisamente isso, um observar de imagens que pelas mais variadas razões marcaram a história da humanidade

A imagem de Che


A famosa foto de Che Guevara, conhecida formalmente como "Guerrilheiro Heróico", onde aparece seu rosto com a boina negra olhando ao longe, foi tirada por Alberto Korda em cinco de março de 1960 quando Guevara tinha 31 anos num enterro de vítimas de uma explosão. Somente foi publicada sete anos depois.O Instituto de Arte de Maryland - EUA denominou-a "A mais famosa fotografia e maior ícone gráfico do mundo do século XX". É, sem sombra de dúvidas, a imagem mais reproduzida de toda a história expressa um símbolo universal de rebeldia, em todas suas interpretações, (segue sendo um ícone para a juventude não filiada às tendências políticas principais).

A agonia de Omayra

Omayra Sanchez foi uma menina vítima do vulcão Nevado do Ruiz durante a erupção que arrasou o povoado de Armero, Colômbia em 1985. Omayra ficou três dias jogada sobre o lodo, água e restos de sua própria casa e presa aos corpos dos próprios pais. Quando os paramédicos de parcos recursos tentaram ajudá-la, comprovaram que era impossível, já que para tirá-la precisavam amputar-lhe as pernas, e a falta de um especialista para tal cirurgia resultaria na morte da menina. Omayra mostrou-se forte até o último momento de sua vida, segundo os paramédicos e jornalistas que a rodeavam.Durante os três dias, manteve-se pensando somente em voltar ao colégio e a seus exames e a convivência com seus amigos.O fotógrafo Frank Fournier, fez uma foto de Omayra que deu a volta ao mundo e originou uma controvérsia a respeito da indiferença do Governo Colombiano com respeito às vítimas de catástrofes. A fotografia foi publicada meses após o falecimento da garota. Muitos vêem nesta imagem de 1985 o começo do que hoje chamamos Globalização, pois sua agonia foi vivenciada em tempo real pelas câmaras de televisão de todo o mundo.
A menina do Vinte

Em oito de junho de 1972, um avião norte-americano bombardeou a população de Trang Bang com napalm. Ali se encontrava Kim Phuc e sua família. Com sua roupa em chamas, a menina de nove anos corria em meio ao povo desesperado e no momento, que suas roupas tinham sido consumidas, o fotógrafo Nic Ut registou a famosa imagem. Depois, Nic levou-a para um hospital onde ela permaneceu por durante 14 meses sendo submetida a 17 operações de enxerto de pele.Qualquer um que vê essa fotografia, mesmo que menos sensível, poderá ver a profundidade do sofrimento, a desesperança, a dor humana na guerra, especialmente para as crianças. Hoje em dia Pham Thi Kim Phuc está casada, com dois filhos e reside no Canadá onde preside a "Fundação Kim Phuc", dedicada a ajudar as crianças vítimas da guerra e é embaixadora da UNESCO.
Execução em Saigon

"O coronel assassinou o preso; mas e eu... assassinei ocoronel com minha câmara? - Palavras de Eddie Adams, fotógrafo de guerra, autor desta foto que mostra o assassinato, em um de fevereiro de 1968, por parte do chefe de polícia de Saigon, a sangue frio, de um guerrilheiro doVietcong.Adams, correspondente em 13 guerras, obteve por esta fotografia um prêmio Pulitzer; mas ficou tão emocionalmente tocado com ela que se converteu em fotógrafo paisagístico.
A menina Afegã

Sharbat Gula foi fotografada quando tinha 12 anos pelo fotógrafoSteve McCurry, em junho de 1984. Foi no acampamento de refugiados Nasir Bagh do Paquistão durante a guerra contra a invasão soviética. Sua foto foi publicada na capa da National Geographic em junho de1985 e, devido a seu expressivo rosto de olhos verdes, a capa converteu-senuma das mais famosas da revista e do mundo. No entanto, naquele tempo ninguém sabia o nome da garota. O mesmo homem que a fotografou realizou uma busca à jovem quedurou exatos 17 anos. Em janeiro de 2002, encontrou a menina, já uma mulher de 30 anos e pôde saber seu nome. Sharbat Gula vive numa aldeia remota do Afeganistão, é uma mulher tradicional pastún, casada e mãe de três filhos.Ela regressou ao Afeganistão em 1992.

O beijo do Hotel de Ville

Esta bela foto, que data de 1950, é considerada como amais vendida da história. Isto devido à intrigante história com a que foi descrita durante muitos anos: segundo contava-se, esta foto foi tirada fortuitamente por Robert Doisneau enquanto encontrava-se sentadotomando um café. O fotógrafo acionava regularmente sua câmara entre aspessoas que passavam e captou esta imagem de amantes beijando-se compaixão enquanto caminhavam no meio da multidão. Esta foi a história que se conheceu durante muitos anosaté 1992, quando dois impostores se fizessem passar pelo casal protagonista desta foto. No entanto o Sr. Doisneau indignado pela falsa declaração,revelaria a história original declarando assim aquela lenda: a fotografia não tinha sido tirada a esmo, senão que se tratava de dois transeuntes que pediu que posassem para sua lente, lhes enviando uma.cópia da foto como agradecimento.55 anos depois Françoise Bornet (a mulher do beijo) reclamou os direitos de imagem das cópias desta foto e recebeu 200 mil dólares.
O beijo da Time Square


O Beijo de despedida a Guerra foi feita por Victor Jorgensen naTimes Square em 14 de Agosto de 1945, onde um soldado da marinha norte-americana beija apaixonadamente uma enfermeira. O que é fora do comum para aquela época é que os dois personagens não eram um casal, eramperfeitos estranhos que haviam acabado de encontrar-se. A fotografia, grande ícone, é considerada uma analogia da excitação e paixão que significa regressar a casa depois de passar uma longa temporada fora, como também a alegria experimentada ao término de umaguerra.

O homem do tanque de Tiananmen

Também conhecido como o "Rebelde Desconhecido", esta foi a alcunha que foi atribuído a um jovem anônimo que se tornou internacionalmentefamoso ao ser gravado e fotografado em pé em frente a uma linha de vários tanques durante a revolta da Praça de Tiananmen de 1989 na República Popular Chinesa.A foto foi tirada por Jeff Widener, e na mesma noite foi capa decentenas de jornais, noticiários e revistas de todo mundo. O jovem estudante (certamente morto horas depois) interpôs se a duas linhas de tanques que tentavam avançar. No ocidente as imagens do rebelde foramapresentadas como um símbolo do movimento democrático Chinês: um jovem arriscando a vida para opor-se a um esquadrão militar.Na China, a imagem foi usada pelo governo como símbolo do cuidado dos soldados do Exército Popular de Libertação para proteger o povochinês:apesar das ordens de avançar, o condutor do tanque recusou fazê-lo se isso implicava causar algum dano a um cidadão (hã hã).

Protesto silencioso

Thich Quang Duc, nascido em 1897, foi um monge budista vietnamitaque se sacrificou até a morte numa rua movimentada de Saigon em 11 de junho de 1963. Seu ato foi repetido por outros monges. Enquanto seu corpo ardia sob as chamas, o monge manteve-se>completamente imóvel. Não gritou, nem sequer fez um pequeno ruído.Thich Quang Duc protestava contra a maneira que a sociedade oprimia a religião Budista em seu país. Após sua morte, seu corpo foi cremado conforme à tradição budista. Durante a cremação seu coraçãomanteve-se intacto, pelo que foi considerado como quase santo e seu coração foi transladado aos cuidados do Banco de Reserva do Vietnã como relíquia.

Espreitando a morte

Em 1994, o fotógrafo Sudanês Kevin Carter ganhou o prêmio Pulitzerde foto jornalismo com uma fotografia tomada na região de Ayod (uma pequena aldeia em Suam), que percorreu o mundo inteiro. A figura esquelética de uma pequena menina, totalmentedesnutrida, recostando-se sobre a terra, esgotada pela fome, e a ponto demorrer, enquanto num segundo plano, a figura negra expectante de um abutre se encontra espreitando e esperando o momento preciso da morte da garota. Quatro meses depois, abrumado pela culpa e conduzido por uma fortedependência às drogas, Kevin Carter suicidou-se.

The Falling Man

The Falling Man é o título de uma fotografia tirada porRichard Drew durante os atentados do 11 de setembro de 2001 contra as torres gémeas do WTC. Na imagem pode-se ver um homem atirando-se de uma das torres.
A publicação do documento pouco depois dos atentadosirritou a certos sectores da opinião pública norte-americana. Ato seguido, a maioria dos meios de comunicação se auto-censurou, preferindo mostrar unicamente fotografias de actos de heroísmo e sacrifício. Ah sim... Maseles passaram exaustivamente na TV a morte de Saddam...
Triunfo dos Aliados

Esta fotografia do triunfo dos aliados na segunda guerra, onde umsoldado Russo agita a bandeira soviética no alto de um prédio, demorou a ser publicada, pois as autoridades Russas quiseram modificá-la. A bandeira era na verdade uma toalha de mesa vermelha e o soldadoaparecia com dois relógios no pulso, possivelmente produto de saque. Sendo assim foi modificada para que não ficasse feio para os soviéticos.

Protegendo a cria

Uma mãe cruza o rio com os filhos durante a guerra doVietnã em 1965 fugindo da chuva de bombas americanas.

Necessidade

Soldados e aldeãos cavam sepulturas para as vítimas deum grande terremoto acontecido em 2002 no Irã enquanto um menino segura as calças do pai antes dele ser enterrado.

sexta-feira, outubro 19, 2007

Ip...Ip...hurra

Parabéns à minha linda FILHA.
Um ano de felicidade.
Obrigado bébé...

quarta-feira, outubro 17, 2007

Dia Internacional da Erradicação da Pobreza

Gostava de lembrar a todos este dia, afinal somos todos culpados...

“A existência de 2 milhões de pessoas que vivem em situação de pobreza em Portugal, traduz uma injustiça e constitui uma ofensa à dignidade pessoal e um desrespeito pelos direitos humanos, que só nos pode incitar ao profundo inconformismo. É este inconformismo a que pretendemos dar voz, procurando que o mesmo se transforme numa energia colectiva positiva, capaz de nos fazer caminhar no sentido da erradicação das causas produtoras e reprodutoras da pobreza e da exclusão social”

sexta-feira, outubro 12, 2007

Para o Céu e para o Inferno...

Ovelhas vão para o céu
Cabras vão para o inferno.

Este é o mote desta minha postagem.
O mundo anda maluco.
Hoje no meu tempo de folga, agarrei na minha malibu e fui levar uns trambolhões em Ribeira de Ilhas.
Num espaço de lazer onde as pessoas deveriam estar bem dispostas, a gozarem o seu surf. Andam todos danados uns com os outros como se o mundo fosse acabar. Com uma linguagem muito própria daqueles que parece que disputam o campeonato do mundo de surf, mas em vez de ser à volta do mundo, é pura e simplesmente nas suas banheiras.

Conversas do tipo, “a onda era minha, dropinaste-me a onda”, entre outras coisas que não entendi...

Amigos o mar é de todos...não vais nesta onda vais na próxima.

Afinal assim que nascemos começamos a morrer, e o melhor é aproveitarmos o tempo que temos cá...
...e no final, as ovelhas vão para o céu, as cabras para o inferno...

terça-feira, outubro 09, 2007

Ser nómada é...

Ser nómada é bom...

Bem sei que o que vivo não será ser nómada, mas não queria deixar de prestar o meu testemunho a tal façanha.

Afinal, nunca o Homem enquanto nómada desequilibrou qualquer eco sistema. Pelo menos foi isso, que ouvi no outro dia num canal qualquer, por um entendido da matéria, um tal inspector que anda a inspeccionar o caso da rapariguinha que desapareceu no Algarve, sim porque agora é só disso na TV, ou isso, ou quantas vezes o Mourinho vai ao WC...

Este ano, face às características da minha profissão, também eu sou nómada.

Passo a explicar, foram atribuídas a este ser, primeiramente três escolas, depois duas e depois três e finalmente duas novamente.

Para os menos distraídos, sou membro da Educação Especial, como tal vou de encontro às necessidades educativas do Agrupamento para onde trabalho, e como tal, lá vou eu no meu carro, de um lado para o outro, alegre e contente.

Na verdade até gosto, não fosse o gasto de gasóleo e desgaste da viatura e tudo estaria prefeito.

Outro problema, fumo muito mais...

Quando estou numa só escola, simplesmente não fumo, só depois do almoço. Com esta romaria fumo muito mais.

Mas é bom ser nómada.

segunda-feira, outubro 08, 2007

Fim de Semana

Um fim de semana bestial.
O sogro fez anos, como tal houve uma festa.
Mas o melhor foi a dedicação total à família e ao Surf.
Manhã de Sábado, final de tarde de Sábado e manhã de Domingo. Doem-me as costas
Voltei a fazer surf, mas agora em Malibu.
Já sentia algumas saudades.
Levei muita porradinha das ondas, penso que estou a ficar velhinho.
Mas aquela calma que nos dá o surf ninguém me tirou.
Belo fim de semana.
Outra coisa, não vi televisão.

quarta-feira, setembro 26, 2007

Fátima versus Médicos do Mundo

x

Ontem vi no telejornal do canal 2, uma notícia que me deu volta às entranhas.
Resumidamente falaram na inauguração do santuário de Fátima e da sua derrapagem orçamental. Até aí não é novidade, penso não existir nenhuma obra neste país em que não haja uma derrapagem orçamental.
A de Fátima foi para o dobro. 80 milhões, em lugares para os devotos em murais elaborados por artistas gregos, entre canalizações janelas e murais banhados a ouro, banhados a ouro. Realmente os devotos necessitam disso, afinal as suas vidas miseráveis ficam muito mais reconfortadas com uma vista sobre um mural banhado em ouro, elaborado por um artista plástico de renome, grego.
Logo imediatamente a seguir a esta noticia, uma outra sobre a intervenção dos médicos do mundo, num bairro em Prior Velho. Infelizmente não têm verba para aspirina ou para Ben-u-rum. Possivelmente se retirassem metade do tal mural em Fátima, tinham orçamento para mais dois anos de intervenção.
Viva os médicos do mundo...Quanto a Fátima e seus santuários, deixo para os devotos a sua análise. Possivelmente Jesus quando pregou, não falou em murais em ouro, penso eu...

segunda-feira, setembro 24, 2007

De Novo cá...

Volta a escola, volta o trabalho, voltam as leituras técnicas e enfadonhas.
As férias já são uma miragem distante.
Mas não poderei lastimar o meu horário, é bom.
Em relação ao ano lectivo transacto ganhei algumas coisas mas também perdi outras.
Mas voltando à vaca fria.
Volta a escola e com isso a necessidade de estar frente ao monitor, a planificar a pesquisar, etc. e como tal a blogar.
Tinha saudades deste meu espaço, mas não voltarei a fazer promessas vãs, pois na maior parte das vezes, não as consigo cumprir.
Começarei por dar um alento.
A minha x-wing já levantou voo.
Poderei então, observar este pequeno planeta e relatar alguns episódios...

quinta-feira, setembro 13, 2007

O regresso do JEDI

Relembrando um amigo meu, fico com uma ideia em mente.
Realmente isto dos blogs não será para todos, pois mais cedo ou mais tarde acabamos por esquecer da obrigatoriedade de escrita.
Eu caí no mesmo erro, aos poucos fui perdendo a vontade de escrever. Bem não será bem a vontade de escrever, será sim, ter pouco tempo disponivel para tal.
Mas tentarei, agora que voltámos de férias, contribuir mais para esta realidade.
Poderá a blogosesfera existir sem o TURMENTUS????

sexta-feira, agosto 03, 2007

Estou de Férias


Tudo de Bom para os meus leitores e amigos...

quarta-feira, julho 04, 2007

Diz adeus à vida de solteiro

Aqui à uns dias atrás participei numa despida de solteiro de um amigalhaço.
Como devem calcular e dado o meu charme próprio não entrámos naquela trivialidade de ir a correr após o jantar (já com os copos) para o bataclãs locais, e javardar naqueles stripes elaborados pelas Ucranianas ou Romenas, ou outras quaisquer dos países de leste, ou mesmo brasileiras vindas do sertão.
Não.
Nós ficamos no principadu a jogar Poker e a beber que nem uns malucos.
Contabilidade:
4 garrafas de vinho tinto no jantar
5 digestivos (grátis) ainda no restaurante
50 minis (superbock)
1 garrafa de champanhe
1 garrafa de porto
Recursos Humanos:
5 homens na casa dos trinta
Refeições:
1 jantar
espetada de gambas e vitela
espetada de lulas com gambas
Já mais tarde, por volta das 3 horas da manhã:
Entrecosto grelhado (vulgarmente chamado piano)

Resultado final:
Uma grande gazua.
As esposas descontentes.
Um telefonema de uma vizinha que achou que estávamos a fazer muito barulho.
Uma noite muito bem passada, sem acidentes nem loucuras na estrada.
Estreitamento dos laços de amizade entre os regassos.

Por momentos voltámos a ser adolescentes novamente. Mas com a consciência de não ir para a estrada provocar danos em nós e nos outros.
Quem ganhou a jogatana???? Sem dúvida que foi o Intergalactic

segunda-feira, julho 02, 2007

WC versus 1 euro

Temos de ter vontade de mudar...
Afinal, agora que estamos quase de férias, existe algo que tem de mudar.
Mais que não seja, a nossa forma de estar, preparadinhos para um Verão que deverá ser celestial...
Mas algo neste país tem de mudar.
Fui este fim de semana a uma das praias mais famosas deste país ao mar plantado, ou seja o Guincho.
Bebi uma cerveja. E como todos os bons portugueses, logo procurei uma casa de banho, na iminência, de ganhar espaço para mais uma...
Quando cheguei à dita casa de banho, aparece uma velhota, mais bronzeada que aquelas tipas das Marés Vivas, e diz:
-“É 50 cêntimos”
Eu:
- Desculpe.
A velha:
- “É 50 cêntimos”
Ao fim de alguns milésimos de segundo percebi que realmente para dar uma mija neste país temos de pagar. Deve ser a crise.
Qualquer dia consoante a necessidade, temos de pagar em peso, ou seja, xixi – 50 cêntimos, cócó normal – 1 euro, cócó anormal 2 euros, diarreia (bem nem calculo valores).
Que belo país que temos...

sexta-feira, maio 25, 2007

Para o Intergalatic

Parabéns Inter, que faças muitos aninhos de vida...

quarta-feira, maio 23, 2007

Hoje, ontem e amanhã...

Esta postagem deverá ser observada tendo em conta a anterior...

Desenho de Carcaju
Os Corvos andam aí, picando os olhos dos outros...

Sentimo-nos

Estás de volta...

Pela actual conjuntura aqui vai:

Zeca Afonso - A formiga no carreiro


A formiga no carreiro
Vinha em sentido contrário
Caiu ao Tejo
Ao pé dum septuagenário
Larpou trepou às tábuas
Que flutuavam nas àguas
E de cima duma delas
Virou-se prò formigueiro
Mudem de rumo
Já lá vem outro carreiro

A formiga no carreiro
Vinha em sentido diferente
Caiu à rua
No meio de toda a gente
Buliu buliu abriu as gâmbias
Para trepar às varandas
E de cima duma delas
Virou-se prò formigueiro
Mudem de rumo
Já lá vem outro carreiro

A formiga no carreiro
Andava a roda da vida
Caiu em cima
Duma espinhela caída
Furou furou à brava
Numa cova que ali estava
E de cima duma delas
Virou-se prò formigueiro
Mudem de rumo
Já lá vem outro carreiro

segunda-feira, maio 21, 2007

SpiderMan3



Fazer uma saga cinematográfica já vai sendo habitual.
Alien, Star Wars, Lord of the Rings, etc... Fizeram muito boa gente ganhar rios de dinheiro.
Este fim de semana vi o Spiderman 3.

Particularmente cresci a ler as revistas da Marvel (primeiramente versões brasileiras) e gostava bastante. O Homem Aranha a par do Wolwerine (X-Men) era o meu favorito, muito pela sua boa disposição quando dava tareias ou levava tareias. Outra coisa que gostava neste heroi era a sua vencibilidade, O Homem Aranha não é invencível. Ora, o filme SpiderMan 3 retracta bem essa realidade. Quem leu as suas bandas desenhadas sabe que os filmes estão muito próximos das histórias originais. Este tem algo que não gostei nada.
Às duas por três temos o senhor Peter Parker a caminhar pelas ruas de Nova Iorque tal e qual um Bee gee, a balançar os braços e a estalar os polegares, nojento.
Uma série de cenas mal engendradas que transformam um herói de décadas num parolo saidinho de um qualquer bairro folheiro português, tivesse o senhor realizador colocado um crucifixo e um cachucho no dedo e o ramalhete estava prefeito.
...
Outro promenor o Homem Aranha teve de inventar uns cartuchos com teias e um mecanismo que as fazia disparar quanto o próprio quisesse. Essa invenção que disparava do seu próprio corpo está errada.
...
Efeitos especiais perfeitos.
...

Venom está soberbo.

terça-feira, maio 15, 2007

Que fim de semana

Que fim de semana???
Ponto Um – Ficámos todos em casa. Apenas saí para visitar as prateleiras despidas do MiniPreço da Ericeira (futuramente sairá uma postagem acerca desse assunto).
Como os meus leitores assíduos sabem, um dos meus príncipes aleijou-se e como tal foi um fim de semana dedicado à casa.
Ponto dois – Mudei o candeeiro da sala, agora somos muito mais modernos. Acho engraçado as alterações de humor que uma mudança em casa proporciona. Penso que todos vocês já o devem ter notado. Trata-se de algo tão simples mas dá a sensação que tudo está diferente (sempre para melhor).
Ponto três – Alterei um espelho numa das Wc. Aqui a sensação foi negativa. O espelho que tinha era maior em termos de altura, o colocado, maior em termos de largura, resultado, dá a sensação que a Wc é mais pequena.
Ponto quatro – Já alguma vez tiveram saudades da vossa caixa de ferramentas? Eu senti uma certa nostalgia quando comecei à procura dos parafusos, brocas, etc.
Ponto cinco – Aconteceu o 13 de Maio, muitos, muitos crentes.
Ponto seis – Ajudem o pobre casal inglês, devolvam a miúda.
...
Como todo o fim de semana em casa, a televisão é sempre uma companhia. Boa ou má, mas uma companhia.
Gato Fedorento – Estão a perder piada, ou estão a recorrer ao humor fácil. Chamar nomes tipo: brejeira, arara, etc...não será a melhor forma de gozar com essas pessoas. Elas até poderão ter um pouco disso mas não será a melhor forma de criara humor fácil. Não gostei. Não que seja fã de Rita Salema, mas não gostei das ofensas directas.
Sporting sempre...
Que se passa com estes canais, anunciam determinados programas a determinadas horas e depois nada...
Perdi o Hora H. Fui-me deitar.
Pela altura desta publicação o meu puto estará seguramente melhor.

sexta-feira, maio 11, 2007

Hospital de Mafra

Hospicentro De nervoúde de Mafra...
Ontem visitei o magnífico hospital de Mafra (Centro de Saúde).
Cheguei por volta das duas horas e saí por volta das 17:30 horas.
Uma autêntica maratona de nervos.
Um dos meus herdeiros furou um pé numa daquelas visitas de estudo às matas que rodeiam as escolas da periferia lisboeta.
Ora bem o puto pica um pé num prego deixado por algum merdoso de um construtor.
Como devem calcular a dor não deve ter sido ligeira.
Telefonema da escola e Turmentus lá vai buscar o puto e leva-o para o hospital?
Ao fim de algumas horas lá observam o seu pé, perguntam-me se tem as vacinas em dia e siga (ainda bem que não sou mentiroso), mandam-me o puto para casa com um antibiotico.
Portugal pode estar agradecido ao povo de brandos costumes que tem, pois caso contrário aquilo ontem teria virado uma batalha campal...estavam lá pessoas desde as 8:00 horas da manhã.
Os nossos ministros em vez de andarem preocupados com construções de aereo portos, tgvs, e outras merdices importantes mas não prioritárias; deviam passar umas quantas horas numa urgência de um hospital com um furo de um prego nos pés (aproveito para lhes espetar uma farpa também nos olhos, afinal estas coisas eles não veêm, assim como assim são cegos).
Viva o ministério da saúde...viva

Vem aí a loucura do fim de semana.
Adoro a Sexta-feira por isso mesmo.
Bem sei que hoje em dia já ninguem goza o fim de semana como antigamente (lá no tempo onde a sardinha ainda era a escudos).
Mas vem aí um fim de semana.
Temos futebol. Temos dias com sol. Temos cinema em casa. Temos brincadeiras com os putos e com a Senadora, enfim esperamos ter alegria.
Temos uma baixa valente, o herdeiro está de molho, mas dá para fazer algumas coisas.
...
Como sempre teremos Portugal no seu melhor, ou seja, qual será o escandâlo desta vez??
...
O que nos vale é que no meio de tantas notícias más, aparece sempre pelo menos uma boa.
E como quero que este fim de semana seja "in", aqui vai:
O sporting vai ganhar.
O Turmentus vai descansar.
O Hora H irá continuar.
O sol veio para ficar.
Talvez vá surfar.
E os AMIGOS vão casar...

quinta-feira, maio 10, 2007

Estou triste...

Estou triste pôrra...
o meu filho enfiou um prego no pé...foi com a escola para uma mata e zás...
Raios partam a merda dos construtores que enchem tudo o que é mata com merdas das suas construções...

quarta-feira, maio 09, 2007

A minha amiga e seu amigo

Esta postagem é dedicada à minha colega e amiga Sónia F.
Tem uma embirração com um PC cá da escola e com tudo o que decorre em tão esforçado PC.
O Computador até é bom, mas a minha amiga está sem paciência, para esperar que os programas corram e etc.
Reparem que a menina até queria passar umas fotos de uma actividade para o PC, mas não conseguia.
A dada altura parecia uma descabelada aos gritos com a máquina. Naturalmente que por entre tantos nervos lá lhe iam saindo umas quantas asneiras.
A dada altura disse-lhe liga a máquina digital, mais meia dúzia de gritos e nada. Até que lhe disse mete a merda das pilhas na máquina. E não é que funcionou...
...
Normalmente não faço deste meu espaço um diário.
Mas estou com a cabeça a doer dos seus gritos.
Aproveito para mandar um abraço leonino ao Cesinha (agora digam-me lá o que acham deste nick ?????), um bocado, assim como, digamos...
Trata-se do companheiro de messenger aqui da minha colega, estão sempre os dois ligados. Teclam teclam teclam.
Cesinha é ..., cesinha é ....,
...

Roubei esta à Matilde & C.ª


É dificil estar sempre presente...

Parabéns Puto

João Cordeiro
Aluno da escola E.B. 1 da Ericeira, foi o grande campeão nacional de cálculo mental - Supertmatik - na categoria de 3.º ano de escolaridade.
PARABÉNS...PARABÉNS...PARABENS...

terça-feira, maio 08, 2007

artigos de opinião

Artigos de opinião são supostamente artigos de opinião.
Trata-se de um chavão.
Mas a mais pura das verdades é que os supostos artigos de uma opinião rapidamente se transformam em consciências colectivas.
Escrever em Blogs é dar largas à imaginação.
Um blog por si só é meramente um blog, chega aos seus leitores assíduos e pouco mais. Naturalmente que existem blog já com uma carteira de clientes considerável. Muitos são mais e melhores escritos que muitos dos artigos que lemos pelos matutinos nacionais.
Resta saber se as opiniões expressas em blogs terão a mesma influência que um matutino. Por mim penso que esta coisa da leitura diária está em mudança, dou por mim a comprar cada vez menos jornais e a passar muito mais horas frente ao monitor, não no trivial messenger, mas sim na blogoesfera.
Na minha singela opinião, encontro artigos com muito mais carácter nos blogs do que nos jornais, mas atenção que não deixa de ser uma singela opinião.

segunda-feira, maio 07, 2007

Ops...estarei de volta

Falar da Blogosfera é sei dúvida nenhuma um engenho que não está relacionado com a arte.
A blogodependência é uma nova doença.
As minhas sinceras palmas a Herman José que está de volta com o seu humor aguçado e reflectido.
O Hora H, está divinal e ontem deram a devida porrada nos bloggers.
...
“Vou fazer um post”...LOL, minha isso foi LOL...
...
Já tinha sentido em mim, na quantidade de gargalhadas que tal programa arranca, mas ontem foi simplesmente divinal. Tenho pena da hora tardia, mas também entendo que o Herman ao longo de tantos anos de televisão a fazer aquilo que não era o seu forte, cansou a imagem e neste país tudo o que é bom ou dá no canal 2, ou dá a horas de TV shop.
...
O senhor Alberto João Jardim lá ganhou as eleições. O seu protagonismo nesta campanha foi avassalador. Desde fascistas a mentecaptos, comadres e outras coisas mais, foram as suas palavras de ordem, quando se dirigia aos seus opositores.
Completamente igual a ele próprio ganhou esmagando os seus adversários.
Quero ver como irá lidar agora o governo em relação à lei das finanças regionais. Existirá mudanças ???? Não me parece...
...
Sporting continua à espera de um deslize do Porto, que talvez não venha a acontecer...
...
Merda, continuam a desaparecer crianças no nosso país...
...
Estou sinceramente a pensar abrir uma Universidade. Irá chamar-se Universidade da Dependência e terá como norma de conduta, a dependência que os alunos terão ao seu reitor. Quanto mais alta for a sua conta bancária mais longe será o percurso académico dos alunos. Naturalmente que já tenho em mente o Reitor. Eu.
Necessito de colaboradores.
...
Estou farto de telefonar para a Mega FM e não consigo entrar no Jogo da Mula.
...
Notícia de última hora: as taxas de juro continuaram a subir.
...
A Gasolina está mais cara.
...
Os meus filhos estão lindos.
...
Já chegou o Homem Aranha 3
...
Turmentus Principadus está de volta...

Ops...estarei de volta

Falar da Blogosfera é sei dúvida nenhuma um engenho que não está relacionado com a arte.
A blogodependência é uma nova doença.
As minhas sinceras palmas a Herman José que está de volta com o seu humor aguçado e reflectido.
O Hora H, está divinal e ontem deram a devida porrada nos bloggers.
...
“Vou fazer um post”...LOL, minha isso foi LOL...
...
Já tinha sentido em mim, na quantidade de gargalhadas que tal programa arranca, mas ontem foi simplesmente divinal. Tenho pena da hora tardia, mas também entendo que o Herman ao longo de tantos anos de televisão a fazer aquilo que não era o seu forte, cansou a imagem e neste país tudo o que é bom ou dá no canal 2, ou dá a horas de TV shop.
...
O senhor Alberto João Jardim lá ganhou as eleições. O seu protagonismo nesta campanha foi avassalador. Desde fascistas a mentecaptos, comadres e outras coisas mais, foram as suas palavras de ordem, quando se dirigia aos seus opositores.
Completamente igual a ele próprio ganhou esmagando os seus adversários.
Quero ver como irá lidar agora o governo em relação à lei das finanças regionais. Existirá mudanças ???? Não me parece...
...
Sporting continua à espera de um deslize do Porto, que talvez não venha a acontecer...
...
Merda, continuam a desaparecer crianças no nosso país...
...
Estou sinceramente a pensar abrir uma Universidade. Irá chamar-se Universidade da Dependência e terá como norma de conduta, a dependência que os alunos terão ao seu reitor. Quanto mais alta for a sua conta bancária mais longe será o percurso académico dos alunos. Naturalmente que já tenho em mente o Reitor. Eu.
Necessito de colaboradores.
...
Estou farto de telefonar para a Mega FM e não consigo entrar no Jogo da Mula.
...
Notícia de última hora: as taxas de juro continuaram a subir.
...
A Gasolina está mais cara.
...
Os meus filhos estão lindos.
...
Já chegou o Homem Aranha 3
...
Turmentus Principadus está de volta...

quinta-feira, abril 12, 2007

Eu gosto...

Gosto da liberdade de expressão que o meu sítio promove...

Eu gostava...

Postagem censurada pela conjuntura

Gosto deste sítio, pois país não será!!!!!

Posttagem censurada pela conjuntura...

quarta-feira, março 28, 2007

Que grandes mudanças vive o nosso país.

Que grandes mudanças vive o nosso país...
Bem sei que a minha ausência (não forçada) tem deixado alguma saudade (mais que não seja em mim), mas por vezes nesta vida temos de deixar desfazer algo, para sentirmos a verdadeira saudade.
Mas não são estas lamechices que me trazem aqui hoje.
É Portugal.
E não podia ser mais oportuno, afinal loguinho temos um jogo da nossa selecção.
Ora bem.
São tantas as fezes que nem sei por onde começar.

Bem o melhor será começar por algo.
Em primeiro lugar, irei falar do ALLgarve. Ora bem esta treta já remonta o ano 2004. Não sei porquê só agora toda esta celeuma, afinal aquilo por lá está dominado pelos bifes à um bom par de anos. Afinal o ministro (bom, muito bom, o melhor), apenas veio a lume apresentar uma evidência, o ALLgarve tem mais glamour, quando falamos um portuglês, senão reparem nas ementas dos restaurantes: “bifinhos à lá champions”, ou “bife a cavalo com potatos”, etc.

...


Outra das coisas que ma anda a preocupar é a moda do rego, ou seja, no meu tempo era folheiro andar por aí a mostrar o rego, era sinal de gajo obreiro, de foleirona, de gordos badochas que nem nas calças cabiam, agora tudo mudou, é moda mostrar o rego.

Agora temos regos para tudo, cabeludos, gordos, jeitosos, feios, porcos, provocadores, etc...
Que moda mais out...
Será que qualquer dia vence o sabugo nas unhas?????

...
Os meus parabéns ao Herman, Hora H é bom...valha-nos Jesus...

...
Gato fedorento e os seus compactos, não é bom...

...
Não me entendam mal, gosto do Gato, e bastante, o que não gosto é de publicidades enganosas, então o canal 1, anuncia várias vezes, logo ao serão teremos um compacto do Gato Fedorento e o que realmente temos são episódios antigos, ainda por cima cortados.

...
Outra coisa que me enojou nos últimos dias foi a promoção de uma novela brasileira às custas de uma menina com trissomia 21, não se faz...

...
As minhas desculpas sinceras aos meus leitores assíduos...não tem sido por mal.

terça-feira, março 13, 2007

O que realmente importa

A verdade é que a vontade de escrever não tem sido nenhuma.
A verdade é que a desilusão é muito grande, este país está mesmo no fim de tudo.
A VERDADE é que têm acontecido nascimentos brilhantes...
Interrompo as minhas férias da escrita neste blog, para notificar o mundo...o Miguelito está entre nós...
O Filipe também por cá anda...
Por cá também se encontra uma princesa... A Rita.
P.S. qualquer dia volto

quinta-feira, fevereiro 08, 2007

O ministro em xeque

Existem dias em que não devíamos sair de casa.
Existem dias, que se tornam complicados com as coisas que fazemos, ou dizemos.
Deve ter sido isso que o ministro Manuel Pinto, sentiu.
Disse o que queria, mas numa altura em que estavam a gravar e a filmar.
Não que entenda que o ministro tenha dito mentiras.
Afinal de contas somos o povo da Comunidade Europeia que menos ganha. E é a pura da verdade, o que o homem disse é a pura da verdade.
Não compreendo toda esta agitação pela comunicação Social.
Não entendo qual o espanto????
Quererem demitir o homem porque uma vez no mandato disse a verdade, não será coisa de histéricos???
Se os ordenados são baixos...qual é o espanto?????

quarta-feira, janeiro 31, 2007

A Importância de votar SIM

(imagem carinhosamente roubada de ideias canhotas)

Dizem os entendidos que é necessário legislar sobre tudo e mais alguma coisa.
Por mim, não faço qualquer reparo a isso.
Se necessário, consulte-se o povo, para determinar tais implicações.
...
Como devem ter reparado, falo do referendo que está a agitar a sociedade portuguesa.
Os mais atentos à minha pessoa sabem que quando for votar, colocarei a minha cruz no SIM.
Não, que entenda o aborto como meio contraceptivo. Não isso não. As responsabilidades devem estar patentes em cada ser humano.
Não, que concorde com a canalização dos dinheiros dos contribuintes para pagar os azares de algumas mulheres, que engravidam em alturas em que não lhes dá jeito nenhum.
Não, que concorde que por “dá cá aquela palha”, se corra para os hospitais para fazer um aborto, como se tratasse de uma gripe, ou mesmo uma apendicite.
O meu voto SIM, prende-se com grandezas maiores.
A primeira, é o combate à hipocrisia.

Toda a vida se fez abortos em Portugal, todos os dias, são feitos clandestinamente, todos os dias centenas de mulheres passam por essa experiência (que deve ser angustiante), sem qualquer consciência que se estão a entregar a uns azeiteiros ou azeiteiras, que com uns chás e espátulas, arrancam uma vida podendo ceifar outra (a da mãe).
Pois eu realmente vejo que existe uma vida, só que ainda não nasceu.
Mas continuar a concordar com esta hipocrisia será matar premeditadamente.
A segunda é a verdadeira liberdade de cada mulher (caso exista companheiro, este terá de concordar) optar por acolher uma vida ou não.
Nem todas as pessoas estão preparadas para esse acolhimento.

Entendo que praticamente todos nós temos capacidade de colocar seres neste mundo, mas nem todos temos a capacidade de lhes proporcionar uma vida digna.
Entendo que o direito de escolha sobre essas matérias deverá pertencer a cada um.

E não entro pelo argumento fácil da contracepção, do tipo: pois, pois, tivesses cuidado que já não engravidavas...
Qual de nós não teve já um susto desse género, qual de nós em determinadas alturas da vida não se sentia completamente impossibilitado de ter um filho.
Não queria entrar por argumentos da chamada vida miserável, mas ver crianças nos caixotes do lixo, só porque as mães sãos umas estouvadas da cabeça, ou mesmo assassinatos de bebés de um e dois meses, poderão ser evitados logo, logo antes da nascença.
Vejo slogans do tipo “Salvar uma criança é sempre salvar a mãe” e penso seriamente no seguinte, Salvar uma criança em determinadas situações não será condenar uma criança e uma mãe ???? (e família ao redor).
Ter filhos não é só fazê-los e tê-los. Ter filhos é muito mais do que isso...
Votar SIM para além de um acto de coragem é um acto de humanidade.

...
De todas as vezes que a minha senadora ficou grávida optámos por ter as crianças.

Hoje lá em casa somos cinco. Agora imaginem mais uma criança com um orçamento familiar de dois professores (e nós até não estamos nada ..., se compararmos com outras realidades familiares).
...

quinta-feira, janeiro 25, 2007

KIT do Macg....

Quem não se lembra deste anormal:
Imagem roubada em coisas

desleixado

Continuo à espera da imaginação.
...
Já agora. Algum de vós conhece programas de elaboração de filmes no PC.
Free download é claro.
...
Ando ocupado com a elaboração de uma saga (da minha filhota).

By the Way

Eu voto SIM

sexta-feira, janeiro 19, 2007

Wally versus Mona Lisa

Em jeito de paródia decidi brincar a um jogo do tempo da minha juventude, pois agora ando um pouco saudosista (ele é filmes, ele é musicas...enfim coisas da idade).
Lembrei-me ao ler este artigo, do Wally (possivelmente pelo ar de gay que ambos têm).

Ora bem eu para ser franco, nunca achei piada a esses livros, afinal assim que se descobria o rapazito perdia toda a piada.

Mas lembro-me dos campeonatos do pessoal da rua, que freneticamente os meus vizinhos da altura, com a cara cheia de acne, faziam.
Quem descobria o Rapaz ganhava, uma autêntica seca, normalmente estes campeonatos passavam-se na casa do Nuno (espero que estejas bem).

Como o rapaz tinha uma pista Skylatrix, eu enquanto eles se atropelavam uns sobre os outros para descobrirem o maricas do Wally (já repararam no ar gay que tal personagem tem), eu fazia milhentas pistas a uma velocidade em que o meu carro de corridas saía sempre da pista contra a parede do quarto do rapaz, passados uns anos ainda lá estavam as marcas das pancadas.
Bem mas já estou a divagar.
Neste mundo, toda a gente anda à procura de algo, uns procuram coisas fixes, outros nem por isso.
Uns descobrem outros não.
Uns perdem-se em pesquisas, outros acham-se em pesquisas.

Quanto ao jogo do Wally, passados alguns anos (poucos), continuo a achar o jogo uma seca, e o Wally é seguramente gay...

Grande postagem, uma grande postagem...AQUI

quinta-feira, janeiro 18, 2007

iupi vem aí mais um Indiana...

Ontem obtive uma informação que me deixou feliz.
Vem aí um novo episódio do Indiana.
Qualquer coisa de fantástico.
O homem vai à procura do continente perdido (nada mais, nada menos que a famosa Atlântida).
Naturalmente que tipos como eu, que até gostam de sagas, que nunca mais acabam (Star Wars) estão em pulgas para devorar os minutos desse filme, ainda mais com desenvolvimentos a acontecer naquele continente, que provoca uma espécie de explorador em todos nós.
A Atlântida é e será sempre um daqueles mistérios com uma explicação mais que lógica, mas que nos invade a imaginação com profundos teores de origem ficção/científica.
Estou ansioso por ver novamente o meu herói favorito (tirando o homem aranha), o fantástico Indiana a sacar do seu chicote e a provocar os caçadores de trofeus até à última casa ( os mais conhecedores da minha imaginação estarão a pensar – então e o Darth Vader – ora meus caros esse é só o chosen one melhor de todas as criações).
O intergalactic robot é que deve estar possuído por espíritos maquiavélicos com esta continuação, parece que o estou a ver nas nossas tertúlias, a defender os excelentes realizadores e a colocar o meu George Lucas e Steven S. no saco dos fazedores de sucessos.
Indiana está de volta...

grandes notícias

Humanidade à beira de segunda era nuclear

Este é um título que aparece numa das páginas principais de um operador nacional (aqueles que vendem a internet).
Que o mundo anda estúpido até é uma verdade.
Que o ser humano com a sua estupidez natural anda a destruir milhões de anos de evolução, também é verdade.
Que as grandes potências só fazem merda sobre merda já chega a ser normal.
Mas escrever sobre estas temáticas sem dizer nada de profundo, que qualquer criança assim que começa a reciclar já sabe, é que penso ser grave.
Vejo pelos blogs que visito artigos muito mais científicos, muito mais verdadeiros, com um rigor de verdade muito maior.
A verdade é que não aparece assinado por ninguém, talvez até nem tenha sido escrito, ou então estão tipo as revistas cor de rosa, a questionar tudo sem qualquer fundamento.
Não me admira nada, que qualquer dia convidem a Maya para fazer análise científica sobre a passagem dos cometas na nossa galáxia.

quarta-feira, janeiro 17, 2007

Sorte ou azar...

No outro dia vi um filme (que gostei) que falava na sua essência do facto de termos ou não sorte.
Naturalmente o único neurónio que tenho começou a trabalhar.
Na verdade não interessa o quão competentes somos, a desempenhar qualquer tarefa. O factor sorte é sempre mais significativo para o sucesso que qualquer outro.
Senão vejamos.
Que nos interessa sermos uns professores empenhados, profissionais (falo desta profissão, mas poderia falar de uma outra qualquer), com altos graus de dedicação, etc. Se os ordenados continuam congelados, se a progressão na carreira é feita a conta gotas, se as regras do jogo mudam consoante os governos, ou mesmo consoante os ministros de cada governo.
Reparem, se por acaso o 1.º ministro tivesse uma filha e essa menina se apaixonasse loucamente por mim, e eu até visse um interesse nisso, rapidamente ganharia um lugar de destaque no ministério da educação, com um gabinete com vista para o Tejo, a coordenar uns quantos colegas e a desempenhar um serviço de alta responsabilidade, onde os assuntos mais importantes seriam resolvidos à mesa num restaurante pago pelo ministério.
Não é assim que as coisas se resolvem neste país???
Os grandes responsáveis pelos assuntos, quando querem resolvê-los, vão almoçar com os outros responsáveis.
E regando e comendo lá vão tendo umas quantas ideias brilhantes.
Ora eu quando quero resolver algo, vou para a escola. E quanto ao almoço. Tenho duas hipóteses: ou levo uma marmita e partilho ou vou a casa.

terça-feira, janeiro 16, 2007

Vamos lá...

Atenção, muita atenção...
Está aberta a parte II do atropelamento geral...
Apartir de agora podemos ir por esse país fora, entrar abruptamente nos tugashoppings e começar à bufatada aos nossos semelhantes, pois a época aguardada por milhares de consumistas está aberta.
Podemos dar pontapés nas canelas daqueles que se atravessarem entre nós e os trapos que queremos fanaticamente adquirir...
Estão abertos os ...

(Simpaticamente roubada de Tshirt da Matilde )

Contagem

Nem sei por onde começar.
A inspiração nunca foi o meu forte, principalmente às terças-feiras.
Ora aí está uma coisa que me irrita solenemente.
Porque raio teremos de ter tantas contagens de tempo.
Dirão uns que é para facilitar a vida às pessoas.
Mas o que reparo é o seguinte, as pessoas só começam a ter um ar mais simpático lá para sexta-feira, pois á segunda andam com umas trombas maiores do que as dos extintos mamutes. Outra das alturas que faz maravilhas a umas certas pessoas é a Primavera, para outras será o Verão e assim por diante...
Afinal, temos contagem anual, contagem mensal, contagem secular e ainda vem a contagem semanal, para não falar nas horas e minutos (outra coisa que também mexe comigo).
Não serão contagens a mais para tão poucos anos de vida.
...
Cada vez mais, oiço as pessoas dizer: “não tenho tido tempo para isso...”
A verdade é que não tenho a audácia de avançar com soluções, mas gostava de pelo menos uma vez ter a possibilidade de ir para qualquer lado sem estar dependente dessas malditas contagens.
Gostava de sentir aquilo que alguns sentem, pelo menos penso que sentem, quando nem dão pelo tempo passar, perdendo-se nos seus afazeres sem qualquer dependência viciante.
Por falar nisso, está na hora (CÁ ESTÁ) de ir embora...

sexta-feira, janeiro 12, 2007

sem perdão

A Beleza da Blogesfera é a sua constante actualização.
Desculpem-me por não ter o empenho necessário para tal luta.
Mas actividades bem mais árduas requerem a minha total dedicação.
Um bom fim de semana...

terça-feira, janeiro 09, 2007

Ano 2007 ...as maminhas ao léu...

Toda a atenção do mundo.
Tal e qual as profecias de Nostradamus.
Eu, Turmentus, também tenho uma.
2007 vai ser o ano das maminhas na televisão portuguesa.
Senão reparem, quase todas as séries do momento onde temos as nossas actrizes em plena actuação, lá vão mostrando uma maminha, com algum azar as duas maminhas, com certezas, as mamas todas.
Das duas quatro, ou a televisão Portuguesa está a ficar doida, ou então a guerra de audiências faz destas coisas.
Qualquer dia e se assim for a tendência poderemos observar em directo e a cores os verdadeiros calos das actrizes...
Viva a nossa televisão.Viva o ano das maminhas...

Barbecu

Cá está uma coisa que qualquer tuga deseja mais do que uma cervejinha gelada.
A possibilidade de beber algumas cervejinhas geladas acompanhadas de uma bela refeição.


Não sei se têm notado mas os portugueses estão cada vez mais parecidos com uma mistura de brasileiro pé de chinelo e o autêntico americano dos subúrbios (gordos, anafados, pinguços e com pouco poder de palavra....

Fechar escolas a solução ?

Ao passar os olhos pelos blogs amigos, deparei com um que gosto em particular (que todos os outros não fiquem tristes porque a vida tem destas coisas), o Bananas da República.
Ora o seu compositor, sr. Mac Adriano, tem uma postagem acerca do empenho de um certo senhor em fechar escolas.
Por cá, penso que a verdadeira aposta na Educação começa pela formação dos mestres que irão distribuir gratuitamente os seus conhecimentos (afinal um Prof. Ganha muito pouco).
Naturalmente que esta aposta só tem sentido se dotarmos as escolas das condições essenciais para esse desempenho valoroso. Falo em condições essenciais, porque falar nas necessárias já vimos que para este governo são balelas com sabor a chocolate.
FECHAR ESCOLAS não é solução. Pois as crianças frequentadoras dessas escolas serão posteriormente colocadas em escolas super lotadas sem quaisquer condições, onde os presupostos de uma boa educação serão à partida eliminados.
Chamo a isto uma autentica política de merda.
Tenho sido chamado à atenção quanto à qualidade de palavras e ideias que aqui publico, afinal não tarda nada temos aí a censura.
Até lá o meu bem haja...

2007 ano da beleza TUGA

Cá estamos nós novamente na escrita criativa.
Ora, ora, chegámos a 2007 sãos e salvos, afinal Nostradamus não tinha assim tanta razão. Não que acredite nestas patifarias, mas tinha de fazer uma introdução a este texto e resolvi ir pelo lado mais fácil.
Afinal Nostradamus não tinha razão.
2007 aconteceu mesmo.
Mas o Caos que o homenzinho defendia nas suas milhentas previsões em Portugal é uma realidade, afinal, os Tugas:
- Gastaram mais no Natal, do que o permitido (eu inclusive);
- A gasolina e o diesel aumentaram abruptamente;
- Os ministérios continuam a não dar solução a coisa nenhuma;
- Os bens essenciais continuam a aumentar;
- Os ordenados a diminuir;
- As empresas a fechar (dá dó ver tanta gente todos os dias a ser privada do seu trabalho e por consequência do seu ganha pão);
- Os grandes tubarões continuam a dominar os mares;
- O mundo está doente;
- Existe a fome neste país;
- O Dança comigo ainda está na TV;
- Floribela, Fugitiva, etc, etc, e outras produções de alta patente.
- Etc.Afinal estamos todos a afundar e ainda não demos por isso, tal Titanic em pleno baile.

quarta-feira, janeiro 03, 2007

E agora...2007

Chegámos a mais um ano. Este tem o nome de 2007.
Esperando que as Vossas passagens tenham sido boas, aqui vou deixar a minha primeira postagem de 2007.
Acho que passei a fazer parte do Tuganário geral que assume a alma das gentes portuguesas.
Meus amigos nesta passagem de ano acedi ao movimento Karaoke.
O mais incrível é que numa festa com aí umas 20 pessoas adultas e umas tantas crianças (5 lininhos cá fora e 1 lindinho lá dentro), apenas dois dos presentes acederam à cantoria.
A verdade é que as meninas, pelo menos algumas participaram tal e qual o coro de Santo Amaro de Oeiras. Mas não posso dizer que tenha sido um sucesso, pelos menos pelo olhar de alguns dos presentes e também pela debandada que aconteceu por volta da uma hora da manhã.
É verdade o Principadu, nesta passagem de ano teve Karaoke, e o êxito não foi o esperado, não pela qualidade das musicas, não pela qualidade dos dois cantores, não pela qualidade do coro, simplesmente pela controvérsia de posturas.
Não foi uma passagem de ano alegre.
Começou logo pela quantidade astronómica de comida.
Começo por relembrar, lá para os nossos lados a malta tem a tendência de partilhar as despesas, então cada casal trouxe para a festa uma dose de algo + um doce e ainda algumas bebidinhas.
As doses eram tantas que no dia 1 alguns dos casais presentes ainda regressaram ao principadu para tentarem acabar com a comida (foram só aqueles que teimaram em ficar, pois os outros foram à procura de ambientes mais quentes e menos enfadonhos; após conversa com um dos representantes, essa procura resultou em sucesso – ainda bem).
Para o próximo ano, na transição de ano pedirei que tragam apenas meia dose, seguramente será suficiente.
Quanto ao Karaoke, aquilo até é giro, quando a participação das pessoas acompanhadas pelas quantidades de álcool suficientes formam uma vontade de brilhar tal e qual a Chuva de Estrelas parte 5...
Se não me ponho a pau, qualquer dia adiro à moda Tuga de colocar um Pai Natal a trepar as varandas e umas mangueiras com umas luzinhas irritantes a piscar pela noite fora.
Um espectáculo.
Até mais ver...